Quinta-feira, 19 de Maio de 2022

Home em foco Ministro da Saúde alerta que País ainda não atingiu o pico da variante ômicron

Compartilhe esta notícia:

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou que o Brasil ainda não chegou ao pico da nova onda da covid-19 causada pela variante ômicron. No Brasil há cerca de dois meses, a nova cepa registrou, no fim de janeiro, 300 mil casos diários de infecções do coronavírus.

“Analisando a última semana epidemiológica do país, tivemos aumento de casos causado pela covid-19 e ainda não chegamos no pico da onda causada pela Ômicron. O enfrentamento contra a doença continua”, avaliou Queiroga no fim de semana, pelo Twitter.

Ainda segundo o ministro, a pasta monitora a pressão sobre o sistema de saúde e a ocupação de leitos de unidade de terapia intensiva (UTI). “Há espaço para abertura de novos leitos e estamos apoiando os Estados sempre que necessário. A atenção primária também tem sido reforçada”, ressaltou.

Na mesma postagem, Marcelo Queiroga enfatizou a importância da vacinação para que os casos tenham sintomas mais leves. “Se você ainda não tomou a segunda dose e a dose de reforço, não esqueça de completar seu esquema vacinal”, alertou.

Vacinação

Os dados do consórcio de veículos de imprensa de domingo (6) mostram que 151.067.205 pessoas estão totalmente imunizadas. Este número representa 70,32% da população total do País. A dose de reforço foi aplicada em 50.782.047 pessoas, o que corresponde a 23,64% da população.

A população com 5 anos de idade ou mais (ou seja, a população vacinável) que está parcialmente imunizada é de 83,43% e a população com 5 anos ou mais que está totalmente imunizada é de 75,48%. A dose de reforço foi aplicada em 31,39% da população com 18 anos de idade ou mais, faixa de idade que atualmente pode receber o reforço da vacinação.

15 estados e o Distrito Federal divulgaram números da vacinação de crianças entre 5 e 11 anos: Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso do Sul, Pará, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Tocantins. No total, 2.946.800 doses foram aplicadas em crianças, que estão parcialmente imunizadas. Este número representa 14,37% da população nessa faixa de idade que tomou a primeira dose.

10 estados e o DF não divulgaram dados da vacinação na população geral.

Estados com maiores percentuais de totalmente imunizados (2ª dose + dose única): SP (79,63%), PI (77,26%), MG (73,98%), MS (72,83%) e RS (72,74%).

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Veja cinco frases famosas atribuídas a personagens históricos que nunca as disseram
Mais de 151 milhões de brasileiros estão totalmente imunizados contra a covid; quase 51 milhões tomaram a dose de reforço
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde