Domingo, 21 de Abril de 2024

Home em foco Ministros de Energia da Europa não chegam a acordo sobre até teto ao preço do gás russo

Compartilhe esta notícia:

Ministros de Energia da União Europeia (UE) não chegaram a um acordo sobre impor um teto ao preço do gás produzido na Rússia, após reunião extraordinária realizada nesta sexta (9), com a comissária para Energia da UE, Kadri Simson. Segundo ela, a proposta está sendo “explorada”, mas enfrenta dificuldades para sua implementação.

“Do ponto de vista do mercado, o teto ao preço do gás russo é o caso mais difícil” dentre todas as discussões, afirmou o ministro de Energia da República Checa, Jozef Síkela, que presidiu a reunião no período da manhã.

Entre os questionamentos levantados no encontro, alguns participantes avaliaram a possibilidade de impor um teto a todas as exportações de gás da UE.

Para Simson, faz mais sentido mirar a oferta russa, já que as medidas da UE devem servir para, além de reduzir os preços, responder à “manipulação” de Moscou sobre o suprimento da commodity à Europa.

Quanto a outras propostas, que devem ser apresentadas de forma oficial na semana que vem, Simson ressaltou a necessidade de “reduzir a demanda em períodos de pico” de uso de energia nos Estados membros da UE, além de desenhar instrumentos para garantir uma “distribuição justa” das receitas em todo o setor.

Ela ainda notou que, a longo prazo, a UE precisa diversificar seu suprimento energético e investir mais em fontes renováveis. “Diversificação no abastecimento, redução da demanda e investimentos em renováveis são cruciais” para melhorar o quadro da crise energética no Velho Continente, resumiu.

A imposição de um teto para os preços de commodities russas não é uma novidade. Com as subsequentes altas nos valores de energia no mundo, como consequência indireta da guerra, os países europeus têm procurado medidas para controlar a inflação no setor.

No início de setembro, os ministros das Finanças do G7 firmaram um acordo para impor um teto para o preço das compras do petróleo russo. Nada feliz com a notícia, a Rússia já afirmou, através do seu porta-voz do Kremilin, Dmitry Peskov, que não irá vender.

“Quem impor um teto de preço não estará entre os destinatários do petróleo russo”, disse Dmitry Peskov, em teleconferência.

O acordo do grupo, formado por Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, França, Alemanha e Itália não tem mecanismos claros, mas já tem um objetivo: atacar a economia russa para frustrar seus avanços na Ucrânia.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Grêmio realiza o penúltimo treino antes de enfrentar o Vasco neste domingo
Na despedida da presidência do Supremo, o ministro Luiz Fux se emociona e exalta realizações
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Madrugada