Quinta-feira, 30 de Maio de 2024

Home em foco No Brasil, Elizabeth II encontrou Pelé e inaugurou o Masp

Compartilhe esta notícia:

Ao longo de sete décadas como chefe de Estado do Reino Unido, a rainha Elizabeth II, que morreu nessa quinta-feira (8), aos 96 anos, fez de suas visitas oficiais a mais de 100 países, um marco de seu reinado, representando a Coroa Britânica em cada um dos cinco continentes. A sua primeira viagem oficial à América do Sul foi ao Brasil, em 1968, quando o País vivia apenas o quarto ano do regime militar que duraria mais de duas décadas.

Elizabeth II passou por seis cidades em 11 dias de viagem, incluindo São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Recife, Salvador e Campinas. Em Brasília, discursou em uma sessão conjunta do Congresso Nacional, onde afirmou que estava “confiante de que a amizade (entre Brasil e Reino Unido) poderia crescer”.

“O mais difícil de todos os problemas mundiais é descobrir como as nações podem viver em harmonia. O Brasil, com suas tradições liberais, sua tolerância e a profunda humanidade de seu povo, pode certamente dar uma notável contribuição particular”, disse a monarca na ocasião.

Apenas um mês depois, foi instituído no País o Ato Institucional 5. A principal medida adotada pelo regime militar no caminho do cerceamento de liberdades e direitos dos cidadãos brasileiros.

Em passagem por São Paulo, Elizabeth presenciou a abertura do Museu de Arte de São Paulo (Masp), na avenida Paulista, onde reuniu multidões à sua espera.

No Rio de Janeiro, assistiu a uma partida de futebol no Estádio do Maracanã, onde conheceu pessoalmente o jogador Pelé. Quase 30 anos depois, em 1997, o craque brasileiro foi condecorado pela monarca com a “Ordem de Cavaleiro do Império Britânico”, durante a visita do Presidente da República, Fernando Henrique Cardoso, ao Reino Unido.

Na última quarta (7), celebração dos 200 anos da independência brasileira, a rainha emitiu um comunicado em homenagem ao País: “Em meio à celebração da importante ocasião dos 200 anos de independência, gostaria de parabenizar Vossa Excelência e enviar minhas felicitações ao povo da República Federativa do Brasil, lembrando com carinho da minha visita ao país, em 1968”.

Luto oficial

No Brasil, o presidente Jair Bolsonaro decretou luto oficial de três dias no Brasil pela morte de Elizabeth II.

“É declarado luto oficial em todo o país, pelo período de três dias, contado da data de publicação deste Decreto, em sinal de pesar pelo falecimento da Sua Majestade a rainha Elizabeth II, do Reino Unido, da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte”, informou o governo em decreto assinado por Bolsonaro e pelo chanceler Carlos França.

O Palácio do Itamaraty divulgou uma nota de pesar pela morte da monarca. Leia na íntegra:

“O Governo brasileiro recebeu, com profundo pesar, a notícia do falecimento da Rainha Elizabeth II, no castelo de Balmoral, na Escócia. O Presidente da República Federativa do Brasil decretou luto oficial de três dias.

Ao longo de seus mais de 70 anos de reinado, a monarca mais longeva na história do Reino Unido foi símbolo de liderança e estabilidade para o país e para o mundo.

Sua visita em 1968, ao lado do Duque de Edimburgo, a Recife, Salvador, Brasília, São Paulo, Campinas e Rio de Janeiro é lembrada pelo Governo e pelo povo brasileiro como marco da amizade entre o Brasil e o Reino Unido.

Rememorar a visita da Rainha Elizabeth II e do Duque de Edimburgo ao Brasil é valorizar a parceria estratégica entre o Brasil e o Reino Unido, que abrange grande número de áreas – comércio, saúde, investimentos, intercâmbio acadêmico, ciência e tecnologia – e que tem, como objetivo maior, contribuir para o bem-estar de brasileiros e britânicos, em prol do progresso de ambos os países.

O Governo brasileiro transmite suas sentidas condolências à família real, bem como ao governo e ao povo do Reino Unido e dos demais membros da Commonwealth.”

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Valor da cesta básica em 17 capitais, entre elas Porto Alegre, cresce ao menos 12,5% em um ano
Para especialistas, Reinado de Charles III terá caráter de “transição”
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde