Terça-feira, 07 de Dezembro de 2021

Home Mundo O que se sabe sobre assassinato de parlamentar britânico morto a facadas

Compartilhe esta notícia:

A polícia metropolitana do Reino Unido qualificou o assassinato do deputado David Amess de ato terrorista e indicou que os primeiros elementos da investigação “revelaram um motivo potencialmente ligado ao extremismo islâmico”. O choque provocado no Reino Unido pela morte do parlamentar colocou a segurança de políticos em debate, cinco anos depois de outro ataque que estremeceu o país.

Um homem de 25 anos foi preso, após ter assassinado Amess a facadas. A polícia disse que encontrou uma faca que teria sido usada no crime e que não está procurando mais nenhum suspeito.

O ataque aconteceu em uma igreja metodista, onde o deputado conservador, de 69 anos, recebia eleitores em Leigh on Sea, a aproximadamente 60 km de Londres. O encontro tinha o objetivo de aproximar representante e eleitores, a fim de discutir preocupações da comunidade.

Segundo a imprensa do Reino Unido, o homem interrogado seria britânico de origem somaliana.

A morte de Amess, deputado há quase 40 anos, lembrou o trauma recente gerado pelo assassinato da deputada trabalhista Jo Cox em junho de 2016. Ela foi morta com tiros e facadas por um neonazista, Thomas Mair, de 53 anos, uma semana antes do referendo britânico sobre a saída do Reino Unido da União Europeia.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Rússia investiga morte de 18 pessoas por ingestão de álcool adulterado
Autor de ataque na Noruega já tentou matar o próprio pai
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa News