Segunda-feira, 15 de Agosto de 2022

Home Flávio Pereira Pacote dos combustíveis será aprovado na próxima semana

Compartilhe esta notícia:

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e o senador Rodrigo Pacheco (Podemos-MG) estão em sintonia com a prioridade de aprovar o chamado “pacote de combustíveis”, após acordo com o presidente Jair Bolsonaro que prevê o ressarcimento dos Estados para aplicação do teto do ICMS. Ontem, Lira alertou para o vínculo dos preços dos combustíveis com o aumento da inflação e mencionou a necessidade de “proteger os mais vulneráveis num momento de crise global”. O presidente da Câmara garantiu ainda que o Congresso vai acompanhar de perto eventuais abusos cometidos pela Petrobras ao propor lucros exorbitantes aos seus acionistas, ao invés de dar sua contribuição para o País, tal como fazem hoje as grandes petroleiras do mundo. O que disse Arthur Lira no Twitter:

“O que nós, as instituições, estamos fazendo é, antes de tudo, proteger os mais vulneráveis num momento de crise global. Não podemos deixar a panela de pressão explodir. A gente não pode fazer tudo. Mas fazer nada não é uma opção. Temos de agir.”

Acordo de caciques fará MDB desistir de Gabriel Souza para o governo gaúcho

O PSDB nacional quer decidir logo se irá apoiar a senadora Simone Tebet na disputa presidencial, em aliança com o MDB, indicando o senador Tasso Jereissati como vice. São 34 integrantes da executiva nacional do PSDB convocados para reunião, nesta quinta-feira, dia 9, às 11h, para definir o futuro dos tucanos. Está em jogo a desistência do MDB em lançar candidato próprio ao governo gaúcho. Os caciques do PSDB e MDB querem emplacar a chapa Eduardo Leite a governador com Gabriel Souza de vice.

Contra petista não vale?

Reina o silêncio: a deputada federal Erika Kokay (PT-DF) afirmou domingo (29) que as eleições presidenciais de 2018 teriam sido fraudadas. Na postagem, feita em sua conta no Twitter, a petista escreveu que “Bolsonaro não seria presidente se as eleições de 2018 não tivessem sido fraudadas”.

“Nós não aceitaremos mais nenhum tipo de golpe contra a democracia neste País!”, declarou.

Ciro Gomes sobre Lula

O presidenciável do PDT, Ciro Gomes, comentou em entrevista os riscos de uma eventual eleição do ex-presidiário Lula e a impossibilidade de que ele coordene uma agenda para enfrentar a corrupção:

“Você acha que se o Lula for eleito o País vai amanhecer mais ou menos pacificado? Vai amanhecer em guerra, é evidente. Você acha que o Lula tem condição de oferecer uma agenda de enfrentamento à corrupção, que é um problema gravíssimo no Brasil? Ele não tem condição nem de tocar no assunto”, afirmou Ciro em entrevista ao Flow Podcast.

As Forças Armadas e o aperfeiçoamento do processo eleitoral

O presidente da República Jair Bolsonaro comentou ontem, em evento no Palácio do Planalto, a participação das Forças Armadas no processo de aperfeiçoamento do sistema eleitoral:

“Onde está o nosso TSE quando convida as Forças Armadas a participar de uma comissão de transparência? As Forças Armadas descobriram centenas de vulnerabilidades, apresentou nove sugestões. Não gostaram. Convidaram as Forças Armadas para quê? Eu sou o chefe das Forças Armadas. Nós não vamos fazer o papel de idiotas.”

A fake news ignorada pelo STF: “Lula é o presidenciável mais honesto!”

O IPESPE, instituto cujo dono é Antonio Lavreda, ex-sócio de Duda Mendonça, um dos réus do mensalão, divulga uma pesquisa que beira o ridículo.

Segundo o IPESPE, ouvidos 1 mil entrevistados nas regiões Nordeste, Norte, Centro-Oeste, Sudeste e Sul, o ex-presidiário Lula é “o mais honesto entre os presidenciáveis”.

Se o “inquérito do fim do mundo” (no dizer do ex-ministro Marco Aurélio de Mello), destinado a apurar fake news fosse sério, o IPESPE já estaria enquadrado.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Flávio Pereira

Apoio à reeleiçlão de Jair Bolsonaro chega a 70% na bancada federal do MDB
Prefeito Sebastião Melo reafirma compromisso com a liberdade econômica
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Atualidades Pampa