Segunda-feira, 22 de Abril de 2024

Home Música Pai de Britney Spears quebra silêncio sobre tutela da cantora: “Eu não sei se ela estaria viva”

Compartilhe esta notícia:

Em entrevista ao Daily Mail, Jamie Spears falou pela primeira vez em mais de uma década sobre a tutela de 13 anos que teve sobre Britney Spears, a relação com a cantora e também com seus netos.

De acordo com Jamie, a ordem judicial, que chegou ao fim em novembro de 2021, seria o motivo da cantora ainda estar viva – e afirmou que a tutela salvou a filha “em seus dias mais sombrios”, além de ter “resgatado” seu relacionamento com seus dois filhos. Atualmente, ele não tem contato com ela ou com os netos, vivendo com sua outra filha, Jamie Lynn.

“Nem todo mundo vai concordar comigo. Foi um período muito difícil, mas eu amo minha filha com todo meu coração e alma. Onde Britney estaria agora sem essa tutela? Eu não sei se ela estaria viva”, e completou dizendo que acredita que a tutela foi uma ótima ferramenta para que ela conseguisse a guarda dos seus filhos, Sean Preston e Jayden James, hoje com 16 e 17 anos, de volta.

Em 2007, a Justiça estadunidense permitiu que os meninos tivessem acesso à cantora, mesmo com o pai, Kevin Federline, ter recebido a custódia total.

“O nosso maior objetivo era fazer com que Britney tivesse um relacionamento confortável com eles. Nós fazíamos tudo com eles. (…) Eu não tomava nenhuma decisão sozinho – a equipe contava comigo, meu sócio e Kevin. Todos nós poderíamos levar as crianças ao médico e à escola, por exemplo. Naquela época, estava acontecendo muita coisa na vida de Kevin. E a tutela garantiu que os meninos nunca saíssem daquela casa sem segurança. Eles não foram para a escola um dia sem almoçar”, completou Jamie.

Ele disse sentir “muita falta” dos netos e ressaltou que eram “muito, muito próximos”.

“Eles estavam naquela idade em que você pode começar a se divertir com eles. Mas estavam desenvolvendo a sua própria mentalidade. Deus faz as coisas por uma razão. Eu não sei qual é esse motivo, mas têm sido difíceis esses últimos três anos sem eles. A família está uma bagunça. Tudo o que eu posso fazer é continuar a rezar”, contou.

No entanto, ele disse que pretende voltar a ter contato com os meninos e acredita também que eles estão sendo usados como peões.

“Eu disse ao Kevin que queria vê-los, fazer parte das suas vidas, saber o que está acontecendo. (…) Mas eles precisam estar confortáveis com isso. Honestamente, há tanta m**** acontecendo fora do meu relacionamento com as crianças. Às vezes acho que os meninos são usados como peões, e não vou permitir isso”, opinou.

“Todos têm trabalho a ser feito. Não sei se eles querem fazer. Vai ser uma coisa difícil, mas esse é o objetivo. Como eu disse, a família não está em boa forma agora. Isso é tudo o que posso dizer”, concluiu.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Música

Irmão de Brittany Murphy acredita que a atriz foi assassinada há 13 anos e desconfia até da mãe dela
Galaxy S23: surgem dados sobre a futura câmera de selfies
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Madrugada