Domingo, 16 de Junho de 2024

Home em foco Parte de estrutura do Estádio Monumental, no Chile, desaba e deixa feridos

Compartilhe esta notícia:

Uma estrutura do estádio Monumental, no Chile, desabou nesta sexta-feira (30), deixando ao menos oito pessoas feridas. O caso aconteceu durante um treino aberto a torcedores do Colo-Colo para apoio ao time antes da partida deste domingo (2), contra a Universidad Católica.

Após o acontecimento, a atividade no campo foi encerrada. O time chileno se colocou à disposição das investigações e se comprometeu a “continuar a fazer” melhorias de segurança.

O desabamento ocorreu após um grupo subir em uma placa publicitária da tribuna “Cordillera”. Imagens de redes sociais mostram o momento da queda e pessoas correndo para longe do local.

Em nota, o Colo-Colo lamentou o caso e afirmou que “um grupo de pessoas não respeitou os padrões mínimos de comportamento” e escalou a placa. O clube ressaltou que a “rápida recuperação dos feridos é a nossa principal preocupação”.

“Confirmamos que nossa prioridade é a segurança dos torcedores e o compromisso para que o Monumental seja um espaço para todos os colocolinos e colocolinas [como são chamados os torcedores da instituição], e não um lugar para poucos, que não respeitam o futebol”, diz a nota.

Por volta das 13h (horário local), o metrô de Santiago comunicou a interrupção do serviço da Linha 5, devido a “desordens” nas imediações do estádio. Cerca de uma hora e meia depois, foi informado que a operação foi normalizada.

Teste covid de torcedores

Os torcedores que forem assistir à Copa do Mundo no Catar precisam apresentar prova de teste negativo para covid-19, independentemente de seu status de vacinação, informaram os organizadores do evento em comunicado.

Todos os visitantes com seis anos ou mais precisam apresentar um resultado negativo de teste PCR realizado dentro de 48 horas antes de sua ida ao país ou um teste rápido de antígeno realizado nas 24 horas anteriores à chegada, disse o Comitê Supremo para Entrega e Legado.

Os resultados dos testes rápidos de antígeno só serão aceitos se forem de centros médicos oficiais e não autoadministrados. Não serão necessários mais testes no Catar se os visitantes não desenvolverem sintomas de covid-19.

Os turistas com 18 anos ou mais também precisarão baixar um aplicativo de rastreamento de contatos administrado pelo governo, chamado Ehteraz.

“Um status verde no Ehteraz (mostrando que o usuário não tem um caso confirmado de Covid-19) é necessário para entrar em qualquer espaço público fechado”, acrescentou o comunicado.

Os torcedores terão que usar máscaras no transporte público, mas a vacinação não é obrigatória. “Qualquer pessoa que teste positivo para covid-19 enquanto estiver no Catar será obrigada a se isolar, de acordo com as diretrizes do Ministério da Saúde Pública”, informou o texto.

É estimado que mais de 1,2 milhão de visitantes passem pelo país entre os dias 20 de novembro a 18 de dezembro.

O Catar registrou mais de 440 mil casos da doença e 692 mortes pelo vírus, segundo dados do Ministério da Saúde Pública.

O país tem uma população de 2,8 milhões de pessoas, dos quais 380 mil são cidadãos do Catar. Um total de 7.487.616 doses de vacina foram aplicadas até agora, de acordo com os dados oficiais.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Ministério da Saúde incorpora cinco novos medicamentos na Farmácia Popular
Eleições e o Tinder: preferência política também importa na hora da pegação
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Madrugada