Segunda-feira, 29 de Novembro de 2021

Home Economia Passagem aérea cara puxa setor de serviços para baixo em setembro

Compartilhe esta notícia:

Se a demanda reprimida no turismo fez a procura por passagens aéreas e o preço dos bilhetes disparar em agosto, em setembro houve uma readequação no setor.

As companhias aéreas perderam 9% da receita de agosto para setembro, puxando para baixo o setor de transportes, uma das cinco atividades que ajudaram a compor o PMS (Pesquisa Mensal de Serviços), divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) na sexta-feira.

No geral, o setor de serviços caiu 0,6% e quatro das cinco atividades acompanharam o recuo, com destaque para os transportes (- 1,9%), que tiveram a taxa negativa mais acentuada desde abril do ano passado, quando marcaram – 19,0%.

O gerente da pesquisa do IBGE, Rodrigo Lobo, diz que o principal impacto negativo nessa queda do setor de serviços veio dos transportes. Ele cita que após agosto apresentar alta de 6,2% no transporte aéreo de passageiros, o segmento recuou com o aumento nos preços das passagens, de 28,19%.

Apesar da redução de 9% verificada em setembro, a quantidade de serviços prestados no transporte aéreo aos brasileiros foi ainda 39,6% superior ao mesmo mês de 2020, quando o país atravessava uma fase crítica da pandemia de Covid-19. Nos nove meses de 2021, o segmento acumula alta de 36,4%.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Economia

Redução do valor do Auxílio Brasil em 2023 pode dar ao governo R$ 46,5 bilhões para outros gastos
Bolsonaro diz que filiação ao PL não deve sair no dia 22
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde