Quarta-feira, 18 de Maio de 2022

Home Economia Pequenas empresas têm desempenho acima da média em 2021

Compartilhe esta notícia:

As pequenas empresas ganharam fôlego no último trimestre de 2021 e registraram um Índice de Desempenho de 47,7 pontos, acima da média histórica de 43,7 pontos. É o que aponta pesquisa da CNI (Confederação Nacional da Indústria) divulgada nesta segunda-feira (31) para que, no mesmo período de 2020, o desempenho chegou a 49,4 pontos, por conta da recuperação da indústria no pós-pandemia.

É o segundo ano consecutivo que o índice pode ser considerado positivo no quarto trimestre, pois em 2020 o quarto trimestre registrou excepcionalmente 49,4 pontos, devido a recuperação da indústria pós pandemia.

“Normalmente, é esperado uma queda na transição do terceiro para o quarto trimestre. Nos últimos dois anos, essa desaceleração foi mais suave, o que é uma boa notícia, pois significa que mantiveram suas atividades de produção em ritmo”, explica o gerente de Análise Econômica da CNI, Marcelo Azevedo.

O indicador varia de 0 a 100 pontos e quanto maior ele for, melhor é a performance do setor. Apesar do bom desempenho, o Índice de Situação Financeira registrou 42 pontos e marca uma queda de 1,1 ponto, quando comparado com o mesmo período do ano anterior. Ainda assim, o índice permanece acima da média histórica de 37,7 pontos.

“Independentemente do segmento industrial, seja extrativa, de transformação ou de construção, no quarto trimestre de 2021, o pequeno empresário relatou estar com mais dificuldade que o normal para acessar crédito”, destaca Azevedo.

A falta ou alto custo da matéria-prima e a elevada carga tributária foram os principais problemas enfrentados pelas pequenas indústrias no quarto trimestre de 2021. Nesse período, a falta ou alto custo de matéria-prima permaneceu no topo do ranking de principais problemas enfrentados pelas pequenas empresas dos setores extrativo, de transformação e de construção.

Porém, apesar do problema continuar em primeiro lugar, no quarto trimestre de 2021 houve redução nas assinalações dos três setores na comparação com o trimestre anterior, sobretudo na Indústria da Construção (queda de 11,2 pontos percentuais).

Pequenos empresários mantêm otimismo

O ICEI (Índice de Confiança do Empresário Industrial) para as pequenas indústrias alcançou 55,9 pontos em janeiro de 2022. Houve uma queda de 1,8 ponto na comparação com dezembro de 2021. O resultado representa uma reversão do avanço da confiança que havia sido registrada na passagem de novembro para dezembro de 2021.

Apesar da queda em 2022, o ICEI para a pequena indústria permaneceu acima da linha divisória dos 50 pontos, que separa confiança de falta de confiança. O indicador também está acima da média histórica de 52,8 pontos. Portanto, o empresário segue otimista, mas com menos confiança que em dezembro.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Economia

Brasil cria mais de 2,7 milhões de empregos com carteira assinada em 2021
Vacinação infantil pode ser agendada por aplicativo em Porto Alegre
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Atualidades Pampa