Quinta-feira, 13 de Junho de 2024

Home Eleições 22 Polícia Federal flagra candidato prometendo pagar festa de formatura

Compartilhe esta notícia:

A Polícia Federal (PF) investiga se um político do Amazonas tentou comprar votos de estudantes com a promessa de pagar sua festa de formatura.

A investigação foi aberta depois que os policiais surpreenderam, na noite de quinta-feira (30), uma reunião em uma escola pública de São Paulo de Olivença, município a 991 quilômetros de Manaus. A aglomeração foi considera “suspeita”.

No auditório da escola, a PF interrompeu uma reunião com políticos locais, quatro professores e alunos de ensino médio. Panfletos e santinhos foram encontrados.

As pessoas no momento da abordagem disseram que estavam na escola porque um político que apresentava sua indicação de “chapa eleitoral” havia feito a promessa de pagar a festa de formatura dos adolescentes.

Cheques em jatinhos

A Polícia Federal (PF) apreendeu 87 cheques e R$ 34 mil em dinheiro vivo com cabos eleitorais de um candidato ao governo do Amazonas e de um candidato a deputado federal pelo Estado. O nome dos políticos não foi divulgado.

Os cheques, todos no valor de R$ 120, foram apreendidos nesta quinta-feira, com duas assessoras do candidato a governador no aeroporto de Coari, município a 363 quilômetros de Manaus. De acordo com a PF, além dos cheques, foram encontrados “diversos contratos genéricos de prestação de serviço” com a data do primeiro turno da eleição. Os cheques e os contratos estavam em dois jatinhos.

A Polícia Federal informou que abriu um inquérito policial e encaminhou as assessoras para prestarem depoimento ao delegado responsável.

Os R$ 34 mil em espécie foram apreendidos na noite de quarta-feira (28), com o irmão de um candidato a deputado federal. A PF recebeu um denúncia anônima e fez a abordagem quando ele estava saindo de casa, em um bairro da zona centro oeste de Manaus, com o dinheiro. A suspeita é de compra de votos. De acordo com a PF, a origem do dinheiro não foi comprovada.

“A Polícia Federal cumpriu a apreensão, que partiu do recebimento uma denúncia anônima no final da tarde de ontem, com informações de que o irmão do candidato a deputado federal estaria fazendo liberações de valores exorbitantes em dinheiro para líderes de partidos políticos para possível compra de votos”, informou a corporação.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Eleições 22

Quase 700 mil brasileiros que vivem no exterior devem votar no domingo, alta de 39%
De “Padre de festa junina” a “exorcismo”, veja os principais memes do debate na Globo
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa News