Terça-feira, 09 de Agosto de 2022

Home em foco Por que o nariz escorrendo tem se mostrado um sintoma duradouro da variante ômicron

Compartilhe esta notícia:

As pessoas que testaram positivo para o coronavírus nas últimas semanas têm observado um sintoma em comum que costuma perdurar por grande parte da infecção: a coriza. Apesar de não ser um sintoma que demonstre gravidade, ficar com o nariz escorrendo é bem incômodo. O sinal é comum em outras doenças respiratórias, como a gripe causada pela influenza, cujos casos aumentaram no último mês.

Apesar de ainda não haver estudos que expliquem o motivo da coriza frequente em quem desenvolveu Covid-19 causada pela Ômicron, especialistas associam a maior prevalência do sintoma com o tipo de infecção causada pela nova variante, explica o médico Salmo Raskin, geneticista e diretor do Laboratório Genetika, de Curitiba.

Várias pesquisas já mostraram que a Ômicron afeta mais as vias respiratórias superiores (nariz, garganta e traqueia) do que o pulmão. Isso ajuda a explicar, por exemplo, o motivo de as infecções causadas por ela serem mais brandas. A coriza prolongada pode estar associada a esta característica da nova cepa. A maior concentração de vírus na região do nariz e garganta irrita as mucosas destas áreas, aumentando a produção de coriza.

Como o coronavírus passa grande parte do tempo da infecção nesta região, a coriza tem se mostrado um dos sintomas mais duradores.

Como melhorar a coriza

A principal função da coriza é eliminar da cavidade nasal substâncias e micro-organismos que possam causar irritação, como vírus e bactérias. Ela é formada por glândulas que ficam no entorno do nariz, inclusive na conexão com a testa. Por isso, é comum sentir um “peso” no rosto quando estamos com o nariz escorrendo, pois esta região trabalha para eliminar os agentes nocivos para o nosso corpo.

A produção de coriza é um artifício do organismo humano para se livrar dos agentes infecciosos — no caso de uma Covid, o objetivo é mandar embora o coronavírus.

Como a coriza muitas vezes é desconfortável e sua produção em excesso entope o nariz, a recomendação é fazer a lavagem nasal com soro fisiológico e assoar o nariz para retirar o restante da secreção. Além de melhorar o desconforto, tirar a coriza ajuda a eliminar mais rapidamente o agente que a provoca.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Tosse, dor no corpo, mas não testou positivo para covid? Saiba por quanto tempo cumprir quarentena
Ômicron aumenta os casos de infecção de brasileiros dentro de casa
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Atualidades Pampa