Domingo, 03 de Julho de 2022

Home Porto Alegre Porto Alegre oferece 16 práticas integrativas e complementares em saúde

Compartilhe esta notícia:

Unidades de saúde de Porto Alegre oferecem diferentes modalidades de práticas integrativas e complementares entre as opções de cuidado.

O tratamento complementar pode ser encontrado nas áreas de bioenergética, constelação familiar, acupuntura, eletroestimulação, auriculoterapia, tratamento naturopático, aromaterapia, cromoterapia, geoterapia, hipnoterapia, terapia de florais, tratamento antroposófico, tratamento fitoterápico, reiki, meditação e tratamento de medicina tradicional chinesa.

“Uma das abordagens desse campo é a visão ampliada do processo saúde/doença e a promoção global do cuidado humano, especialmente do autocuidado”, explica a bióloga Márcia da Silva Jacobsen, da área técnica na Atenção Primária da Secretaria Municipal de Saúde.

Segundo ela, as práticas integrativas e complementares são recursos terapêuticos que buscam a prevenção de doenças e a recuperação da saúde, com ênfase na escuta acolhedora, no desenvolvimento do vínculo terapêutico e na integração do ser humano com o meio ambiente e a sociedade.

A Unidade de Saúde Jardim Itu, no bairro da Zona Norte, está entre os locais que oferece opções de acompanhamento em reiki, auriculoterapia e meditação. “São práticas naturais que podem auxiliar na melhora da qualidade de vida, ampliando a resolutividade dos demais acompanhamentos de saúde, sempre aliadas ao atendimento tradicional”, completa a enfermeira Aline Torres, da saúde comunitária do Grupo Hospitalar Conceição.

Na Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares do Ministério da Saúde, são institucionalizadas 29 práticas, das quais Porto Alegre oferece 16. Para ter acesso, moradores da Capital atendidos no SUS devem procurar a unidade de saúde de referência e solicitar encaminhamento, que pode ser feito pela equipe médica ou de enfermagem.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Porto Alegre

Porto Alegre registra quatro novos casos da variante Ômicron
Rio Grande do Sul registra primeira morte por Influenza H3N2
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Atualidades Pampa