Quinta-feira, 18 de Julho de 2024

Home Porto Alegre Prefeitura de Porto Alegre pede fiscalização urgente da CEEE Equatorial pela Agência Nacional de Energia Elétrica

Compartilhe esta notícia:

Em ofício enviado nessa sexta-feira (19) à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a prefeitura de Porto Alegre solicitou em caráter de urgência a abertura de fiscalização das atividades da concessionária CEEE Equatorial. O pedido se soma às críticas e questionamentos quanto à atuação da empresa desde o temporal de terça (16), cujos estragos ainda causam falta de luz na Capital e em outras cidades gaúchas.

O texto é assinado pelo chefe do Executivo municipal, Sebastião Melo, e endereçado à Superintendência de Fiscalização Técnica dos Serviços de Energia Elétrica da Aneel. O pedido é de que a agência verifique “as causas da falha no restabelecimento tempestivo do fornecimento de energia e a ausência de um plano de contingência efetivo” por parte da empresa.

Também pede que sejam adotadas “medidas cabíveis para responsabilização da concessionária, em razão da gravidade das consequências à população”. Por fim, solicita que a Agência Nacional determine à CEEE Equatorial a implantação de um plano de contingência “robusto e eficaz, para prevenir e minimizar impactos em eventos futuros” desse tipo.

Ao longo do texto, a prefeitura ainda apresenta relatos e imagens de protestos de moradores, divulgados pela imprensa, e ações de fiscalização feitas com a CEEE Equatorial por órgãos como Defensoria Pública do Estado (DPE-RS) e Ministério Público do Rio Grande do Sul (MP-RS).

Tratativas com a empresa

Na quinta (18), Melo havia se reunido com a direção da concessionária para alinhar o trabalho entre as partes com o objetivo de retomar os serviços. Ele acertou que a administração municipal estão focadas na retirada de galhos e árvores que impedem o trabalho de técnicos para restabelecimento das redes elétricas, dentre outras medidas.

A empresa, por sua vez, combinou a disponibilização de uma linha direta para técnicos da Secretaria Municipal dos Serviços Urbanos (SMSurb) e do Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae). A expectativa.

Envio de caminhões-pipa

Desde a quarta-feira (17), o Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae) enviou ao menos 11 caminhões-pipa para atender hospitais e unidades de saúde que ficaram desabastecidos devido à falta de energia elétrica nas estações de tratamento de água. Os veículos atendem a comunidades que ainda aguardam a normalização de seus sistemas de abastecimento normalizado.

“As instituições de saúde são prioridade neste momento’’, ressalta o diretor-geral do Dmae, Maurício Loss. Ele salienta que o departamento enviou os caminhões de abastecimento aos hospitais Santa Ana, Vila Nova, Militar, Conceição, Beneficência Portuguesa e Divina Providência, além do Centro de Oncologia Radioterápica da Orfanotrófio, Centro de Atenção Psicossocial da Cavalhada e postos de saúde como os do IAPI, Morro da Cruz e Vila Vargas. Ao todo, já foram distribuídos cerca de 130 mil litros.

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Porto Alegre

Fiscalização dos serviços de energia elétrica será reforçada no Rio Grande do Sul, promete o governador
Maior produtor de uvas e vinhos do País, o Rio Grande do Sul tem cerca de 15 mil famílias trabalhando no cultivo da fruta
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde