Domingo, 03 de Julho de 2022

Home Porto Alegre Prefeitura divulga melhor proposta para revitalização do Viaduto Otávio Rocha, em Porto Alegre

Compartilhe esta notícia:

Foram conhecidos, nesta terça-feira (17), os valores das propostas das duas empresas interessadas na revitalização do Viaduto Otávio Rocha, em Porto Alegre. Com o menor valor, a Concrejato Serviços Técnicos de Engenharia ofertou R$ 13.706.609,76. Já a Marsou Engenharia ofereceu R$ 13.723.857,25.

A sessão pública para abertura dos envelopes com as propostas ocorreu às 10h, na sala de Licitações e Contratos da Secretaria Municipal de Administração e Patrimônio.

Por ser uma licitação na modalidade concorrência, do tipo menor preço global, vence a empresa que apresentou a proposta mais baixa. Seguindo os trâmites legais, a homologação só ocorre após todas as etapas do certame serem vencidas. Agora segue o prazo legal de recursos.

“Pretendemos homologar essa licitação o mais breve possível, pois a revitalização do Viaduto Otávio Rocha vai devolver um espaço importante para a comunidade. Não havendo recursos, na próxima semana poderemos declarar a empresa como vencedora”, afirmou o secretário André Barbosa.

Revitalização 

Além da recuperação dos elementos construtivos e decorativos – com a substituição de todo o cirex, revestimento característico do viaduto – também estão previstas soluções para as instalações elétricas, telefônicas, sistemas de segurança e iluminação pública. Serão efetuadas adequações na rede hidrossanitária, no sistema de drenagem e um processo de impermeabilização.

A partir da revitalização, a estrutura contará com um novo PPCI (Plano de Proteção Contra Incêndios) e passará a atender aos critérios de acessibilidade. O projeto prevê também investimentos em sinalização viária, turística e comercial. Outra intervenção importante será a que promoverá a reativação das escadarias internas do viaduto, hoje inacessíveis ao público.

União contra o vandalismo

Uma das principais missões a partir da revitalização do Viaduto Otávio Rocha será manter a estrutura livre da ação de vândalos. O viaduto é alvo de depredações e pichações há décadas. Em 2021, um levantamento do Gabinete de Gestão Integrada do Centro Histórico (GGI-Centro) apontou que a estrutura possuía 747 pichações, além de dezenas de obras de arte, postes e outros equipamentos fora de uso, devido aos ataques ao patrimônio público.

Dessa forma, a prefeitura projeta uma campanha de conscientização com o intuito de mobilizar a comunidade em prol da conservação do espaço. Também está sendo prospectada a ampliação do sistema de videomonitoramento no entorno.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Porto Alegre

Agropecuária é o único setor com alta de produtividade do trabalho em 26 anos
OMS diz que sistemas de saúde na Ucrânia estão em alerta após mais de 200 ataques
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa News