Terça-feira, 16 de Abril de 2024

Home Economia Prévia da inflação oficial do Brasil registra segunda taxa negativa consecutiva

Compartilhe esta notícia:

O IPCA-15 (Índice de Preços ao Consumidor Amplo – 15), considerado a prévia da inflação oficial do País, ficou em -0,37% neste mês. Essa foi a segunda deflação consecutiva do indicador. Em agosto, o IPCA-15 chegou a -0,73%.

No ano, o IPCA-15 acumula alta de 4,63% e, em 12 meses, de 7,96%, abaixo dos 9,60% registrados nos 12 meses imediatamente anteriores. Em setembro de 2021, a taxa foi de 1,14%. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (27) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Apesar da deflação no índice geral, os preços de apenas três dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados recuaram neste mês. A maior influência veio dos Transportes (-2,35%), com impacto de -0,49 ponto percentual. A queda se deve ao recuo dos preços dos combustíveis, principalmente da gasolina.

Também houve baixa nos grupos Comunicação (-2,74%) e Alimentação e Bebidas (-0,47%), com impactos de -0,14 e -0,10 ponto percentual, respectivamente.

No lado das altas, a maior variação veio de Vestuário (1,66%), que acelerou em relação a agosto (0,76%). Destaca-se ainda o grupo Saúde e Cuidados Pessoais (0,94%), que teve a segunda maior variação e o maior impacto positivo (0,12 ponto percentual) no índice de setembro. Os demais grupos ficaram entre as taxas de 0,12% de Educação e 0,83% de Despesas Pessoais.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Economia

Inflação para o consumidor acumula alta de 4,23% nos últimos 12 meses em Porto Alegre
Governo federal regulamenta empréstimo consignado para beneficiários do Auxílio Brasil
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Show de Notícias