Terça-feira, 16 de Agosto de 2022

Home Tecnologia Relembre como era o primeiro iPhone: os detalhes do celular da Apple anunciado há 15 anos

Compartilhe esta notícia:

Em 9 de janeiro de 2007, o cofundador e então CEO da Apple, Steve Jobs, subiu ao palco do evento Macworld para apresentar um novo dispositivo da empresa. A principal revelação daquela conferência foi o primeiro iPhone, um dos mais importantes smartphones de toda a indústria.

No aniversário de 15 anos da revelação do modelo, vale a pena revisitar o vídeo completo do anúncio – disponível em alta qualidade no YouTube em seus quase 80 minutos de duração e com legendas em português.

Em termos de performance de Jobs como anfitrião, a conferência é tida como uma das maiores conquistas. O executivo conseguiu arrancar muitos aplausos do público ao apresentar o projeto, descrito como uma combinação de “iPod, telefone celular e comunicador para a internet”, algo ainda pouco usual no mercado.

Problemas e alívio

Curiosamente, a confiança de Jobs escondia muitos problemas nos bastidores: o protótipo exibido apresentou diversas falhas durante os ensaios e ainda precisava de muito refinamento — havia muito medo entre a equipe de que a demonstração ao vivo falhasse em algum momento, o que não aconteceu.

Por obstáculos regulatórios e para finalizar o dispositivo, a Apple adotou uma estratégia comercial arriscada: o lançamento do celular aconteceu apenas no final de junho daquele ano de 2007. Apesar da recepção morna na apresentação por parte do público, o dispositivo já foi um sucesso.

Como era o primeiro iPhone?

O primeiro iPhone tinha uma tela de 3,5 polegadas, câmera traseira de 2 MP, até 8 GB de armazenamento e 128 MB de RAM. Sem teclado físico, um de seus maiores trunfos era o multitoque, que permitia movimentos como o zoom usando os dedos em forma de pinça. A App Store não existia e apenas ferramentas pré-carregadas podiam ser abertas, além de versões de redes sociais e outros aplicativos para navegador.

O modelo hoje é considerado item de colecionador e, se em bom estado, pode valer um alto preço em sites como o eBay.

Vendas

A consultoria americana Wedbush Securities estima que a Apple tenha vendido 40 milhões de iPhones no fim do ano passado. Apesar de a empresa ter recentemente atingido US$ 3 trilhões em valor de mercado, ela não deve parar de crescer e pode atingir valor de US$ 4 trilhões em 2023. No entanto, o aumento mais expressivo virá do setor de serviços da companhia, estima a consultoria. Nos últimos anos, a Apple lançou diversos aplicativos pagos, como o Apple TV+, o Apple Music e o Apple Fitness+, que não precisam necessariamente do iPhone mais novo para funcionar.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Tecnologia

Rainha Elizabeth II se prepara para comemorar 70 anos de reinado; saiba os detalhes da festa
Alexa vai para a Lua em missão da Nasa; entenda
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa News