Segunda-feira, 22 de Abril de 2024

Home Economia Saiba como se proteger de golpes

Compartilhe esta notícia:

O método de transferência facilitou as transações, as tornando mais rápidas e efetivas. Porém, com o fácil acesso a informações bancárias dos usuários e a rapidez do pagamento, o Pix também virou uma via comum para os golpistas.

Para o mestre em economia Diego Vasconcelos, esse meio digital também vem muito atrelado a fraudes e a possíveis golpes. “O Pix é muito fácil e muito simples, mas muitas pessoas não possuem tanta facilidade com essa questão do meio eletrônico e elas estão em um cenário de facilidade de sofrer com esse tipo de crime. Essa facilidade nas transações traz essa preocupação. Eu acho que é questão de uma educação digital, uma educação financeira, um ponto de relevância como política pública, como incentivo do próprio Banco Central de trazer conhecimento para melhorar a vida do usuário e diminuir a possibilidade desses delitos”, avalia.

As fraudes mais comuns são os perfis falsos, ligações de golpistas se passando por atendentes bancários, clonagem de WhatsApp, QR Codes — código de barras de escaneamento — falsos e até mesmo sequestros. O roubo de celulares também favorece a apropriação de dados, que são usados pelos criminosos para efetuar transferências.

Além de manter o controle de seus gastos e manter privados seus dados bancários, é importante estar por dentro de alguns métodos de proteção pessoal. Se o seu celular for roubado, por exemplo, o bloqueio imediato doe sua linha é essencial para prevenir o golpe. Ligue para o seu provedor de serviços móveis para pedir o bloqueio do chip, impedindo que o ladrão possa receber o código via SMS para recuperação de senhas.

Depois disso, ligue para o seu banco notificando que o telefone vinculado à sua conta foi roubado e peça o bloqueio de qualquer transação feita pelo dispositivo. É importante ressaltar que esta etapa é necessária para todas as suas contas bancárias, e logo após é possível realizar o boletim de ocorrência em uma delegacia.

Sites

Quando acessar um site, verifique se o endereço foi redirecionado para outro ou se o mesmo é o verdadeiro. Por muitas vezes, golpistas utilizam de sites fachada “vestindo” a interface de lojas virtuais conhecidas.

Não clique em links enviados por e-mails, SMS, mensagens instantâneas em aplicativos ou em postagens em redes sociais de lojas ou pessoas desconhecidas, principalmente se as contas estiverem listadas em endereços suspeitos ou estranhos. Mesmo que comece com “https” é necessário checar, pois mesmo com essa chave de segurança muitos criminosos conseguem burlar o sistema e aplicar golpes por sites que parecem oficiais.

Preste atenção às URLs das páginas com formulários que solicitam dados confidenciais. Se o endereço consiste em um conjunto de caracteres aleatórios ou possui uma URL suspeita, não finalize o pagamento e fique fique atento a novos contatos dos golpistas. Qualquer insegurança quanto à veracidade do site é sinal de alerta. Não insira nenhuma informação e procure o mesmo produto em sites conhecidos.

Robô do Pix

Existe, em redes sociais, uma movimentação grande para pagamentos realizados pelo “rôbo do Pix” ou similares, por meio dos quais o usuário paga uma certa quantia de dinheiro por meio do pagamento virtual e espera receber o dobro ou o triplo do valor investido. Contudo, esse é um dos golpes mais frequentes e pode causar prejuízos.
Para se prevenir, sempre suspeite de ofertas exageradamente vantajosas. Como não há nenhuma forma de contrato ou agendamento prévio para o pagamento, não há como confiar no “robô”.

O Banco Central alterou as regras de limites para transações no Pix e divulgou melhorias operacionais na ferramenta de pagamentos instantâneos. A autarquia desobrigou as instituições financeiras participantes do Pix de aceitarem solicitações de clientes para mudar o período do noturno e eliminou a obrigatoriedade de limite por transação, mantendo apenas o limite por período do dia. As novas regras entram em vigor no dia 2 de janeiro.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Economia

Conheça os riscos do remédio que “liga e desliga” o cérebro
Eliminação do Brasil da Copa do Catar reduz movimento em bares e restaurantes em todo o País
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Madrugada