Segunda-feira, 23 de Maio de 2022

Home em foco Saiba o que Bolsonaro espera trazer da Rússia na visita a Putin

Compartilhe esta notícia:

A ala militar do governo tem grandes planos para a viagem de Jair Bolsonaro à Rússia. Além de fechar a compra de um sistema de mísseis antiaéreos, o Pantsir S1, há a expectativa de que os russos aceitem compartilhar tecnologia sobre sistemas de combate a drones e contra ataques cibernéticos na área de infraestrutura. O Brasil assumiu neste ano a cadeira transitória no Conselho de Segurança da ONU.

O presidente Jair Bolsonaro confirmou a viagem em dezembro do ano passado, quando o presidente russo, Vladimir Putin, fez um convite ao chefe do Executivo brasileiro. Ele disse que a viagem à Rússia deve acontecer em fevereiro.

Bolsonaro avaliou que encara a viagem à Rússia como uma oportunidade para abrir caminhos para a economia brasileira, dada a dimensão do mercado russo. “O presidente Putin, da Rússia, nos convidou para visitar a Rússia”, disse Bolsonaro em uma live, na ocasião. “O convite está aceito, me sinto muito feliz, muito honrado, e obviamente isso abre janela de oportunidade para nosso País”, acrescentou.

O presidente informou que ainda não definiu quais ministros irão acompanhá-lo na visita oficial, mas já adiantou que o foco principal serão as questões econômicas.

“Há um interesse, então, da Rússia aqui no Brasil”, disse Bolsonaro. “Vamos aprofundar esse relacionamento com a Rússia”, citando, também a importância das relações com a China. Vamos aqui nos preparar para fazer dessa visita uma oportunidade de alavancarmos a nossa economia.”

Suriname

O Palácio do Planalto confirmou nesta semana que Bolsonaro irá a Paramaribo, capital do Suriname, nos dias 20 e 21 de janeiro. Será a primeira viagem internacional do presidente brasileiro em 2022. De acordo com a Secretaria de Comunicação Social (Secom), ainda não há detalhes sobre a agenda do presidente no país vizinho.

No dia 5 de janeiro, após receber alta hospitalar em São Paulo, Bolsonaro citou a viagem programada para a Rússia em fevereiro, mas não havia mencionado o Suriname. Na ocasião, o presidente também afirmou que iria ao Nordeste do País e ao Rio de Janeiro ainda neste mês. O chefe do Executivo ficou dois dias internado no Hospital Vila Nova Star, na Zona Sul da capital paulista, com um quadro de obstrução intestinal.

De volta a Brasília na semana passada, depois da alta hospitalar e de um período de folga no Guarujá (SP) e em São Francisco do Sul (SC), Bolsonaro já compareceu a um jogo de futebol beneficente organizado por cantores sertanejos e a um culto evangélico.

Em dezembro de 2021, o presidente tinha uma viagem marcada para o Paraguai, mas cancelou sua participação em um evento do país vizinho por causa das condições meteorológicas em Bonito (MS), de onde ele se deslocaria de helicóptero até Carmelo Peralta, município paraguaio.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Recuperado do coronavírus, governador gaúcho já pode retomar agenda de atividades presenciais
Festa da Uva e da Ameixa começou no sábado em Porto Alegre
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Atualidades Pampa