Sexta-feira, 14 de Junho de 2024

Home em foco “Seguimos fortes e unidos”, diz Michelle Bolsonaro ao explicar “unfollow” em rede social

Compartilhe esta notícia:

A primeira-dama Michelle Bolsonaro usou as redes sociais na tarde dessa segunda-feira (31) para compartilhar um salmo e explicar a razão de não ser seguida pelo marido, Jair Bolsonaro, no Instagram. Usando a ferramenta “Story”, ela afirmou que o casal segue unido. Essa foi a primeira manifestação da família do presidente após a derrota do candidato à reeleição nas eleições de domingo (30) para o adversário do PT, Luiz Inácio Lula da Silva.

“Eu e meu esposo seguimos firmes e unidos, crendo em Deus e crendo no melhor para o Brasil. Estaremos sempre juntos, nos amando ‘na alegria e na tristeza’. Que Deus abençoe a nossa amada nação”, escreveu a primeira-dama.

No início da tarde dessa segunda, Michelle havia compartilhado uma fala religiosa sobre as nações. “Salmos 117. Louvai ao Senhor todas as nações, louvai-o todos os povos. Porque a sua benignidade é grande para conosco, e a verdade do Senhor dura para sempre. Louvai ao Senhor.”

Pela manhã, repercutiu nas redes sociais o fato de Jair Bolsonaro não estar entre os 1,9 mil perfis seguidos pela primeira-dama no Instagram. Apesar de haver diversos registros no perfil de Michelle com a presença de Bolsonaro, e com referências à sua campanha, o presidente não está marcado em nenhuma de suas publicações mais recentes. Michelle também não consta entre os 550 perfis seguidos por Bolsonaro.

A primeira-dama também não é seguida por nenhum dos três filhos políticos do presidente: Flávio, Eduardo e Carlos. Dos três, ela ainda segue Flávio e Eduardo.

Um dia após ser derrotado nas eleições, Bolsonaro deixou o Palácio da Alvorada e se dirigiu ao Palácio do Planalto. Até a noite dessa segunda, o mandatário ainda não havia se pronunciado sobre o resultado das eleições.

O senador Flavio Bolsonaro foi o único filho do presidente que se manifestou sobre a derrota de domingo. Flavio aceitou a vitória de Lula e agradeceu pelos votos do pai.

“Obrigado a cada um que nos ajudou a resgatar o patriotismo, que orou, rezou, foi para as ruas, deu seu suor pelo país que está dando certo e deu a Bolsonaro a maior votação de sua vida! Vamos erguer a cabeça e não vamos desistir do nosso Brasil! Deus no comando!”, escreveu o senador nas redes sociais.

Jair Bolsonaro teve 49,1% dos votos válidos, enquanto Lula recebeu 50,9%, na disputa mais acirrada da História no Brasil. Desde a redemocratização (1989), o atual chefe do Executivo foi o primeiro a não ser reeleito.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Ministros do Supremo avaliam que vitória de Lula é uma chance de retomar a harmonia
Abatido, Bolsonaro avalia se pronunciar por meio de nota
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa News