Quarta-feira, 29 de Junho de 2022

Home em foco Sérgio Moro diz que só aceita debater com Ciro Gomes se o político mudar sua “postura ofensiva”. “Ele é corrupto”, reage o pedetista

Compartilhe esta notícia:

O postulante ao Palácio do Planalto pelo Podemos, o ex-juiz Sérgio Moro, afirmou que só aceita participar de um debate com o pré-candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, caso o pedetista mude a ”postura ofensiva e agressiva”.

Moro deu as declarações durante uma entrevista ao canal MyNews. Questionado se participaria de um diálogo do canal com Ciro Gomes, o ex-juiz respondeu que o debate ”não agrega em nada” por conta da postura ”ofensiva” do seu adversário.

“O Ciro, primeiro, precisa largar essa postura ofensiva e agressiva para dialogar. […] Se for entrar em um diálogo com alguém que começa ofendendo, como ele tem feito, daí não é debate. Não agrega em nada”, afirmou Moro.

Na semana passada, o ex-governador do Ceará desafiou o ex-ministro da Justiça para um debate. ‘Você não gostaria de demonstrar sua ‘coragem’ e ‘preparo’ debatendo, agora, comigo?”, escreveu Ciro nas redes sociais.

O pedetista ainda chamou Moro de ”desesperado”, questionou os motivos de ele não aceitar os ”desafios que tenho lhe feito reiteradamente” e deu a possibilidade do ex-juiz escolher a data do debate. Ciro Gomes e Moro são os principais nomes para a chamada ”terceira via”, alternativa entre a polarização de Bolsonaro e Lula.

Segundo a última pesquisa Datafolha, divulgada na última quinta-feira (16), a disputa entre os nomes que tentam viabilizar uma candidatura de terceira via está embolada. Moro é quem tem numericamente o melhor desempenho, com 9% das intenções de voto. Já Ciro Gomes e o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), somam respectivamente 7% e 4% dos votos.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) segue à frente na disputa pela Presidência, com 48% das intenções de voto. Como a margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou menos, Lula seria eleito já no primeiro turno. Já o presidente Jair Bolsonaro, que se filiou recentemente ao PL para tentar a reeleição, soma 22% das intenções de voto.

Corrupto

Ciro Gomes, reagiu à afirmação de Moro de que recusaria a debater com ele por causa de sua “postura ofensiva e agressiva”.

“Ele não quer debater comigo porque eu vou dizer que ele é um corrupto, disse Ciro, em live no canal do YouTube. “Se ele acha que estou sendo agressivo, ele é um corrupto mentiroso. Porque ele, querendo aparecer, puxa Bolsonaro para debater. Se eu sou agressivo, Bolsonaro é o quê?”

Durante a live, o pedetista ainda acusou Moro de ser um “juiz arbitrário” e um “politiqueiro que usou a toga”.

O pré-candidato à Presidência pelo Podemos disse ao canal MyNews que “não há debate” entrar em diálogo com alguém que começa ofendendo. Apoiadores do ex-governador do Ceará usaram a fala, viralizada nas redes sociais, para chamar o ex-juiz de “arregão” e “medroso”.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

França já descobriu mais de 180 mil passaportes falsos de covid
Governo agora teme pressão generalizada de servidores por reajustes
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde