Sexta-feira, 01 de Julho de 2022

Home Rio Grande do Sul Três casos de hepatite aguda infantil de origem desconhecida são monitorados no Rio Grande do Sul

Compartilhe esta notícia:

A Secretaria da Saúde do Rio Grande do Sul informou, nesta segunda-feira (16), que está monitorando três casos de hepatite aguda infantil de origem desconhecida.

Segundo a pasta, neste primeiro momento ainda não serão divulgadas informações sobre idade, município de residência e demais detalhes do estado clínico dos pacientes até que as investigações avancem. O Ministério da Saúde também acompanha essas ocorrências.

Pela definição da OMS (Organização Mundial da Saúde), um caso é considerado como provável quando a pessoa apresenta hepatite aguda e tenham sido descartados todos os vírus conhecidos causadores da doença (A, B, C, D ou E). Nesses casos, outros exames são feitos para determinar se a causa pode ser outra, como adenovírus, Covid-19 ou arboviroses (dengue, zika e chikungunya).

A hepatite aguda apresenta diferentes sintomas gastrointestinais, como diarreia ou vômito, febre e dores musculares, mas o mais característico é a icterícia – uma coloração amarelada da pele e dos olhos.

O Ministério da Saúde informou que está investigando mais de 40 casos da doença em pelo menos outros oito Estados, além do RS: Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo.

A hepatite de origem desconhecida está acometendo crianças em pelo menos 20 países. A doença se manifesta de forma muito severa e não tem relação direta com os vírus conhecidos da enfermidade. Em cerca de 10% dos casos, foi necessário realizar o transplante de fígado.

Em comunicado divulgado em 23 de abril, a OMS disse que não há relação entre a doença e as vacinas utilizadas contra a Covid-19.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Homem que matou a companheira com golpes de martelo é preso em Porto Alegre
Com homenagens a garis, Porto Alegre realiza a 17ª Semana Cidade Limpa
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde