Quinta-feira, 30 de Junho de 2022

Home Brasil Veja o que já se sabe sobre a vacinação de crianças contra a covid no Brasil

Compartilhe esta notícia:

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou na semana passada a aplicação da vacina da Pfizer contra covid-19 da em crianças de 5 a 11 anos de idade. No entanto, ainda não há data para início da imunização neste público. A decisão é de responsabilidade do Ministério da Saúde.

Em paralelo, uma segunda vacina se coloca como candidata à vacinação das crianças. Na última quarta-feira (15), o Instituto Butantan entrou com um novo pedido na Anvisa para uso pediátrico da Coronavac, em crianças e adolescentes de 3 a 17 anos.

A agência tem um prazo de 30 dias para analisar a solicitação. Um pedido anterior do instituto foi negado pela agência por falta de documentos. A seguir veja o que já se sabe sobre a vacinação em crianças com o imunizante da Pfizer:

1) Quando irá começar a vacinação em crianças?

Ainda não há data para início da vacinação contra covid-19 em crianças de 5 a 11 anos de idade. Essa determinação cabe ao Ministério da Saúde, que ainda não se manifestou sobre o assunto. Não há doses disponíveis no País para essa faixa etária. No entanto, o último contrato assinado com a Pfizer prevê a possibilidade de fornecer vacinas modificadas para outras variantes e faixas etárias, caso a pasta solicite.

2) Onde será realizada a vacinação das crianças?

A Anvisa recomendou que a vacinação do grupo ocorra em ambiente específico, acolhedor e seguro para os pequenos, de preferência em local diferenciado ao dos adultos (evitando drive-thrus). Se possível, também deve ser em sala exclusiva para aplicação desse imunizante.

As crianças devem permanecer 20 minutos no local da aplicação para observação e as equipes que aplicarão a vacina devem ser treinadas para isso. De acordo com a agência, a maioria dos eventos adversos pós-vacinação ocorre por aplicação da dose inadequada e da preparação errada do produto de acordo com a faixa etária.

3) O esquema de vacinação para crianças é igual ao dos adolescentes e adultos?

Sim. A imunização completa para pessoas de 5 a 11 anos consiste na aplicação de duas doses, com um intervalo de 21 dias entre elas.

4) Se meu filho completar 12 anos após a primeira dose pediátrica, como devo proceder?

A Anvisa recomenda que quem completar 12 anos entre a primeira e a segunda dose deve receber a segunda dose reduzida, igual a primeira.

5) A vacina para crianças é diferente da de adultos?

Sim. A dose da vacina das crianças é de apenas 10 microgramas, o que corresponde a um terço da dose de adultos. Isso é possível porque, em geral, quanto menor a idade, melhor a resposta para as vacinas, porque seu sistema imune é mais forte. Para diferenciá-las, os frascos terão as cores laranja e roxa, respectivamente. Além disso, o imunizante infantil poderá ser armazenado por 10 semanas de 2°C a 8°C contra quatro semanas da destinada a adultos.

6) Meu filho vai completar 12 anos. Devo esperar para ele tomar a dose maior ou vacinar agora?

Os estudos mostraram que a proteção conferida pela dose mais baixa — aplicada em crianças de 5 a 11 anos — oferece alta proteção para essa faixa etária. Especialistas recomendam que quanto antes a criança se vacinar, melhor. Portanto, não há necessidade de esperar que ela complete 12 anos para iniciar o esquema de imunização contra a covid-19.

7) Quando teremos uma vacina para crianças com menos de 5 anos de idade?

Alguns países já aplicam vacinas em crianças pequenas. Neste caso, são utilizadas vacinas de vírus inativado como a Coronavac ou o imunizante da chinesa Sinopharm. Os testes que avaliam a eficácia e segurança da vacina da Pfizer em crianças com idades entre 6 meses e 4 anos estão em andamento. Os resultados desses estudos são esperados para os próximos meses.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Servidores federais aposentados têm até o dia 31 deste mês para realizar a prova de vida
Maioria das vacinas provavelmente não impedirá infecção pela variante ômicron, mas podem evitar casos graves
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde