Quinta-feira, 30 de Maio de 2024

Home em foco 7 de Setembro: presidentes da Câmara, Senado e Supremo não comparecem ao desfile

Compartilhe esta notícia:

O presidente Jair Bolsonaro (PL) foi o único chefe de Poder do Brasil a comparecer ao desfile militar que é realizado na Esplanada dos Ministérios em Brasília, nessa quarta-feira (7). Os presidentes do Senado Rodrigo Pacheco (PSD/MG); da Câmara, Arthur Lira (PL/AL) e do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, foram convidados, mas não compareceram à cerimônia.

Nas redes sociais, Pacheco disse que as comemorações do 7 de Setembro “precisam ser pacíficas, respeitosas e celebrar o amor à pátria, à democracia e ao Estado de Direito”.

Lira também se manifestou nas redes sociais sobre as comemorações pelos 200 anos da Independência do Brasil. O presidente da Câmara destacou que o Brasil de hoje tem um “futuro de desafios, decisões difíceis, mas necessárias e grandes conquistas a alcançar.”

“O Brasil independente é sempre o que olha para frente”, concluiu.

O presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, foi uma das autoridades presentes no palanque oficial ao lado de Bolsonaro, para assistir ao desfile militar em comemoração ao bicentenário da Independência do Brasil.

Em julho, Bolsonaro desmarcou um almoço que teria com Sousa, em Brasília. O presidente brasileiro teria cancelado o evento após o português ter se encontrado com o ex-presidente Lula (PT).

“Quem convida para almoçar é que decide se quer almoçar ou não”, afirmou Sousa à época. O presidente de Portugal ainda disse entender o contexto político brasileiro, mas lembrou que, no ano passado, esteve no Brasil e conversou com ex-presidente brasileiro e, ainda assim, Bolsonaro o chamou para um almoço. “Portanto, há um paralelo na situação”, frisou.

Discurso

Em tom de campanha eleitoral, Bolsonaro, candidato à reeleição, discursou após o desfile cívico-militar. Seguindo gritos dos que acompanhavam o discurso na Esplanada dos Ministérios, Bolsonaro puxou coro de “imbrochável”.

Depois de dizer que a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, é “uma mulher ativa na minha vida, não é ao meu lado, não, muitas vezes ela está é na minha frente”, Bolsonaro disse aos homens solteiros que todos deveriam se casar. “E eu tenho falado para os homens solteiros, para os solteiros que estão cansados de ser infelizes. Procure uma mulher, uma princesa, se casem com ela, para serem mais felizes ainda”, disse.

Logo na sequência, o presidente beijou a primeira-dama e, ao ouvir gritos dos que acompanhavam o discurso, puxou coro de “imbrochável, imbrochável, imbrochável”.

Sem citar nomes, Bolsonaro sugeriu ainda a comparação entre primeiras-damas. “Podemos fazer várias comparações, até entre as primeiras-damas. Não há o que discutir. Uma mulher de Deus, família e ativa em minha vida”, disse o presidente sobre Michelle.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Grêmio segue treinamentos para jogo contra o Vasco válido pela série B
Manifestantes fazem ato a favor de Bolsonaro na praia de Copacabana, no Rio, com a presença do presidente
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde