Segunda-feira, 04 de Julho de 2022

Home Colunistas A sua empresa está conectada com o futuro?

Compartilhe esta notícia:

O impacto que o seu produto ou serviço gera para os seus clientes você já sabe. Mas o quão a entrega do seu negócio é responsável pela construção de um novo e positivo futuro?

Segundo pesquisa divulgada pela Forbes, e realizada pela Opinion Box, ao menos 82% dos brasileiros consideram a sustentabilidade como um tema importante para o cotidiano, e 37% dos entrevistados já deixaram de consumir produtos de empresas que não atendem a agenda de preservação ambiental.

Caro leitor, não espere um discurso ativista ou palavras que possam refletir a utopia da salvação mundial. Admito que desde pequena tenho comigo o sonho de salvar o mundo, e nessa incessante busca pela transformação do ambiente em que estou inserida, compreendi que sim é possível obter retorno com o impacto positivo; que ser sustentável pode ser lucrativo. Ações e práticas “ESG” (sigla em inglês para environmental, social and governance, tradução de social, ambiental e governança) precisam ser vistas como investimentos, como diferenciais competitivos, e não mais como custos.

Em novembro de 2021, tivemos a Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP26), e nela o excelentíssimo Secretário do Meio Ambiente, Urbanismo e Sustentabilidade, Germano Bremm, assinou o documento que formaliza a adesão de Porto Alegre à campanha global Race To Zero – com o objetivo de reduzir as emissões de gases efeito estufa à zero até o ano de 2050. Neste contexto, precisamos do poder público alinhado com empresas comprometidas a impulsionar a adoção de práticas sustentáveis, e
mais do que isso, é preciso pensar em gente. Não nos basta mais pensar “fora da caixa”. É preciso pensar da porta para fora também. É preciso estar conectado com o futuro.

E a sua empresa? Qual a responsabilidade dos seus negócios perante o futuro? Talvez você ainda não esteja convicto de que é necessária a sua contribuição, mas para atingir grandes resultados, é necessário esforço e constância de pequenos gestos; em um surpreendente e oportuno encontro, me conectei a uma grande pessoa, que tenho profunda e genuína admiração, Edu Lyra, referência no empreendedorismo social no Brasil e no mundo, que me orientou “Vai que dá”, e nesta pequena (gigante) fala, encontrei a confiança
para seguir este propósito. Uni o meu desejo de transformação social com o meu trabalho. Hoje, junto de parceiros e colaboradores, eu impacto de forma positiva a economia, a sociedade e o meio ambiente. Vamos juntos?

 

Raphaela Sefton é membro da Divisão Jovem da Federasul, Dir. Comercial da Associação de Jovens Empresários de Porto Alegre (AJEPOA), Co-Fundadora e Dir. Operacional da Orlla (Soluções em energias renováveis), Co-Idealizadora do projeto social Influência do Bem de Porto Alegre, formada em Administração de Empresas (PUCRS).

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Colunistas

Planalto cobra posição de Mendonça e Marques
Visão pessimista e conflitiva
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde