Domingo, 26 de Maio de 2024

Home Variedades Ana Carolina embala romance de Fernanda Gentil no Rio

Compartilhe esta notícia:

Ana Carolina é sinônimo de romantismo no ar. Fernanda Gentil que o diga. A apresentadora estava muito bem acompanhada de Priscila Montandon à apresentação na casa de shows Qualistage, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, na noite desta sexta-feira (14).

Foi só o show começar que o casal trocou beijos apaixonados, tudo regado a vinhos e chamegos. Quem também passou por lá foi Mateus Solano, ao lado da mulher, a atriz Paula Braun; além de Alexandre Nero e a mulher Karen Brustollin. Outros famosos, como Maria Gadú e Ana Paula Popi, Thiago Martins e Talita Nogueira, Anna Lima e Alê Salim, Emanuelle Araújo e Fernando Diniz, também passaram por lá.

A artista de 48 anos apresentou a sua aguardada turnê “Ana canta Cássia – Estranho Seria Se Eu Não Me Apaixonasse Por Você”. O show tem o repertório inteiro dedicado aos sucessos da saudosa Cássia Eller.

Ana Carolina construiu o espetáculo fazendo uma viagem pessoal no tempo, com uma conexão direta da jovem garota mineira, que aos 16 anos ouviu Cássia pela primeira vez, apaixonou-se e nunca mais deixou de ser fã de camiseta, como se define. “Eu tive a certeza naquele momento que aquela voz potente vinha pra ficar pra sempre e que jamais haveria outra igual”, relembra.

“São sentimentos muito contraditórios quando penso neste show. Primeiro, jamais imaginei que seria possível um dia poder cantar o repertório da Cássia. Obviamente era um sonho íntimo, desde antes do início da minha carreira. Quis o destino que agora, em pleno 2022, quando Cássia faria 60 anos, que esse projeto surgisse e fosse sugerido justamente para mim”, completa.

“Ana canta Cássia – Estranho Seria Se Eu Não Me Apaixonasse Por Você” é um show realizado pela Opus Entretenimento, com direção de Jorge Farjalla. A turnê percorrerá as principais cidades do Nordeste, Sul, Centro-Oeste e Sudeste do país.

O espetáculo é dividido em cinco atos, com um esqueleto teatral, conduzidos por músicas que remetem a cada um deles: Cartas, logo na abertura do show, traz canções que se comunicam em estado de poesia pura; Palavras começa a investigar outros universos das duas cantoras, incluindo a paixão mútua pelo samba; Sabotagem é um momento da Cássia debochada e cheia de questionamentos sobre o status quo, enquanto Girassol traz de volta a delicadeza para a coroar a celebração. O último bloco é, claro, um bis cheio de surpresas que serão desvendadas com a estreia da turnê.

Ana Carolina se apresentará ao lado de uma banda composta Juliano Valle (teclados, programações, voz), Theo Silva (guitarras e violões), Lancaster Pinto (baixo e voz), Thiago Faria (violoncelo e voz), Cesinha (bateria, cajon, Kokoriko e voz), Leonardo Reis (percussão, cajon, Kokoriko e voz).

Para chegar no repertório, Ana Carolina estudou a extensa discografia por meses até chegar num setlist ideal que retratasse a grandeza de Cássia Eller. “Tocamos as versões originais à exaustão para entender minuciosamente cada uma delas. Só aí que começamos a repensar em arranjos, para trazer uma releitura que conversasse comigo e que não renunciasse o DNA de Cássia em nenhum momento”.

“Dentro do meu universo, espero com essa turnê retribuir de alguma forma todo o carinho e acolhimento que recebi da Cássia. Meu desejo é que essa obra e artista tão potentes se mantenham vivas, conheçam novos públicos e que permaneçam sempre no imaginário do brasileiro. Cássia merece todo nosso amor”, conclui.

Cássia morreu aos 39 anos em 29 de dezembro de 2001, após um infarto do miocárdio causado por uma malformação de seu coração.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Variedades

Ex-noiva de Whindersson Nunes, Maria Lina chora ao desabafar nas redes: “Momento ruim”
Mansão que pertenceu a Frank Sinatra é anunciada no mercado por 68 milhões de reais
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Show de Notícias