Sexta-feira, 20 de Maio de 2022

Home em foco Com mensagem do papa Francisco, Bolsonaro participa de missa

Compartilhe esta notícia:

O presidente Jair Bolsonaro participou na manhã dessa quinta-feira (27) da missa de sétimo dia da morte de sua mãe, Olinda, que faleceu na semana passada, aos 94 anos. Uma mensagem de condolências do papa Francisco foi lida.

“Excelentíssimo senhor Jair Bolsonaro, presidente da República Federativa do Brasil, com pesar acabo de receber a notícia da morte de sua venerada mãe, que deixou um belo testemunho cristão tanto no desempenho da sua missão familiar como na solícita colaboração prestada à vida eclesial”, disse Francisco, em mensagem lida por um representante.

O papa apresentou suas “sentidas condolências” e disse implorar para que a alma de Olinda receba “paz e felicidade”:

“Apresento à Vossa Excelência e inteira família enlutada as minhas sentidas condolências e colocando sobre todos o conforto do Altíssimo enquanto imploro Cristo Redentor para (a) alma da sua serva Olinda a paz e felicidade prometidas aos seus fiéis discípulos.”

A cerimônia ocorreu na Catedral Militar Rainha da Paz, em Brasília. Bolsonaro estava acompanhando de sua esposa, Michelle, e de um dos seus filhos, o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ).

A missa foi celebrada pelo arcebispo ordinário militar, Dom Fernando Guimarães, que elogiou a atitude de Bolsonaro “de filho” e “de crente”.

“Atitude de filho atingido pela dor do luto, humano. O sofrimento da ausência, da ausência física. A falta do contato direto, humano. Nós somos pessoas materiais”, afirmou, acrescentando depois: “Mas a segunda coisa que me chamou atenção foi a sua atitude de homem crente, de homem de fé. Diante deste luto humano, sofrido, imediatamente o senhor abriu seu coração e expressão sua confiança no Deus que é fonte da fonte.”

Bolsonaro leu uma passagem bíblica, da segunda carta de São Paulo aos coríntios:

“Irmãos, abemos que a tenda em que moramos nesse mundo for destruída, Deus nos dá uma outra moradia no céu, que não é obra de mãos humanas, mas que é eterna.”

Também estavam presentes sete ministros: Paulo Guedes (Economia), Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional), Ciro Nogueira (Casa Civil), Fábio Faria (Comunicações), Flávia Arruda (Secretaria de Governo), Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo) e Walter Braga Netto (Defesa).

O corpo de Olinda Bonturi Bolsonaro, de 94 anos, mãe de Bolsonaro, foi sepultado na última sexta (21) na cidade de Eldorado, no interior de São Paulo, onde ela morava. A mãe do presidente foi enterrada no mesmo jazigo onde está seu ex-marido, Percy Geraldo Bolsonaro.

Bolsonaro comunicou o falecimento de sua mãe em suas redes sociais: “Com pesar o passamento da minha querida mãe. Que Deus a acolha em sua infinita bondade”, postou no Twitter. Na postagem, o presidente publicou, ainda, um vídeo com imagens de família, na companhia da mãe, que estava internada no Hospital São João, em Registro, interior de São Paulo.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Tribunal do Distrito Federal nega recurso de João Doria e mantém arquivamento de queixa-crime contra assessor de Bolsonaro que o chamou de “corno”
A Dinamarca pretende encerrar as restrições contra a covid e reclassificar o vírus como uma doença que não é mais uma ameaça à população
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde