Segunda-feira, 29 de Novembro de 2021

Home em foco Das fotos históricas à vida pessoal: as lembranças de Pelé contadas no seu Instagram

Compartilhe esta notícia:

Para os mais velhos, entrar na conta de Pelé no Instagram se revela uma viagem no tempo, através de fotos do passado, algumas em cores, outras em preto e branco, mas todas repletas de emoção e de momentos de sua carreira no Santos e na seleção brasileira.

Quem viu Pelé em ação, guarda as imagens com carinho. Quem não viu, tem a chance de ver com uma certeza: nada é falso ou aumentado. Pelé foi tudo isso mesmo.

Para os jovens ou pessoas na faixa dos 30 anos, a experiência é ainda uma imersão em um período pouco conhecido e ainda a ser explorado. Aos 81 anos, completados neste sábado (23), o Rei do Futebol usa ativamente a rede social para contar suas lembranças dentro e fora dos campos.

Além de relembrar gols e troféus, Pelé compartilha o orgulho que sentiu quando se formou em Educação Física, por exemplo. Também revela seu gosto por caldo de cana desde criança.

Ele até lembra a experiência inusitada no gol, quando precisou ocupar a vaga de Gylmar dos Santos Neves, após marcar três na vitória do Santos sobre o Grêmio por 4 a 2 na Taça Brasil de 1964. O Instagram de Pelé conta a história de sua vida, do futebol e de sua alegria com a bola.

Pelé joga aberto e não recua quando tem de apresentar períodos mais desafiadores de sua vida pessoal, quando, mais recentemente, ficou um mês internado no Hospital Albert Einstein entre agosto e setembro para a retirada de um tumor. Ele fez questão de mostrar sua evolução publicando fotos e vídeos ainda internado, em processo de recuperação, sempre esbanjando bom humor e amparado por médicos, enfermeiros e familiares. Pelé mostra a vida como ela é.

O Rei deixou o centro médico paulistano no dia 30 de setembro depois que um tumor no cólon foi detectado em exame de rotina. Ele foi operado e, no dia da alta, após algumas etapas na unidade de terapia intensiva, os especialistas garantiram que o ídolo do futebol daria continuidade ao tratamento quimioterápico em casa, procedimento aplicado em pessoas com câncer. Pelé agradeceu a todos.

Os títulos conquistados com a camisa do Santos e da seleção também são sempre lembrados em suas fotos, assim como as excursões vitoriosas do time da Vila pelo mundo. Apesar das muitas fotos que contam a história de um gênio do esporte, Pelé também não se coloca sempre como ídolo.

Por vezes, volta a ser fã, sobretudo quando relembra de sua maior referência no futebol, Zizinho, que completaria 100 anos no dia 14 de setembro. “Mestre Ziza foi incrível e por ele guardo um profundo sentimento de gratidão”, escreveu o Rei.

Outras fotos com grandes nomes que marcaram a história do futebol brasileiro, como Garrincha, Falcão, e Zagallo, além de ex-companheiros de equipe do Santos, não poderiam faltar na galeria de vida de Pelé no Instagram. Ele usa sua conta pessoal na rede social para contar essas histórias e os laços com muitos deles.

O registro que mais sensibilizou seus seguidores foi a despedida ao craque Diego Maradona, que morreu no dia 25 de novembro do ano passado. “Que notícia triste. Eu perdi um grande amigo e o mundo perdeu uma lenda. Ainda há muito a ser dito, mas por agora, que Deus dê força para os familiares. Um dia, eu espero que possamos jogar bola juntos no céu”. Uma semana depois, Pelé voltou a publicar uma homenagem ao argentino.

A reverência carinhosa do Rei a Maradona foi enaltecida pela imprensa argentina. E pelo mundo todo. As fotos de um Pelé forte e vigoroso dos anos de jogador estão por todas as partes do seu Instagram. Há imagens de ele jogando sinuca nas concentrações de Santos e da seleção, em jogadas memoráveis ou em formação com aquele timaço da Vila da década de 1960. Pelé conta sua história e dos outros também.

Mas a conta de Pelé no Instagram não é apenas um baú de memórias. O Rei também finca os dois pés no presente. Ele usa o espaço para defender a vacinação contra a covid-19 e elogiar o talento dos craques atuais do futebol. O ídolo do Santos homenageou em vários momentos Lionel Messi, Cristiano Ronaldo e Kylian Mbappé nos feitos conquistados pelos jogadores, a quem chama de amigos.

No fim de setembro, por exemplo, parabenizou Messi por tê-lo ultrapassado como maior artilheiro de uma seleção sul-americana. Antes, em março, havia congratulado Cristiano Ronaldo, que o superou como maior goleador de todos os tempos em partidas oficiais. Também não se esquece de Neymar, que viu mais de perto crescendo na Vila Belmiro.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Mais de 80 brasileiros têm nome em homenagem a Pelé
Petrobras quer operar na foz do Rio Amazonas
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Atualidades Pampa