Quinta-feira, 19 de Maio de 2022

Home em foco Denúncias sobre concurso para soldado da Brigada Militar são apuradas. Banca organizadora nega irregularidades

Compartilhe esta notícia:

No último domingo (30) foi realizado concurso para soldado da Brigada Militar. Desde a data do certame, fotos da prova circulam nas redes sociais. Concorrentes alegam que os fiscais de prova não permaneceram nas salas de aulas durante todo o tempo do exame, possibilitando, assim, que candidatos usassem o celular para pesquisar respostas e até fotografar o documento.

A Brigada Militar divulgou nota nessa segunda-feira (31), afirmando que o comando da corporação se reuniu com representantes da Fundatec (Fundação Universidade Empresa de Tecnologia e Ciências), fundada em 1973 e organizadora do concurso, para solicitar esclarecimentos. A Brigada ainda se exime de quaisquer responsabilidade, visto que, a prova “foi de competência exclusiva da empresa contratada”, diz a nota.

A Fundatec se manifestou em seu site oficial negando as irregularidades e afirmando que tudo transcorreu normalmente. A banca garantiu ainda que o concurso prosseguirá de acordo com seu cronograma de execução, apresentado no Edital de Abertura.

Veja a nota na íntegra:

“Em relação ao Concurso Público da Brigada Militar (Soldado Nível III) e em razão de comentários veiculados nas redes sociais, a FUNDATEC – Fundação Universidade Empresa de Tecnologia e Ciências esclarece:

O concurso teve mais de 52 mil candidatos inscritos, e a prova objetiva foi aplicada no último domingo, dia 30, em 49 locais de prova, contando com mais de 5 mil fiscais de sala, 51 coordenadores e aproximadamente 200 profissionais de apoio.

Toda execução contou com acompanhamento da própria Brigada Militar, com a presença de um Oficial em cada local de prova.

A abstenção foi de 13,76%, e tudo transcorreu normalmente, sendo que o concurso prosseguirá de acordo com o seu cronograma de execução, apresentado no Edital de Abertura.

Como costuma acontecer nos concursos públicos dessa magnitude, tão-logo finalizada a aplicação da prova, surgiram nas redes sociais comentários apontando supostas irregularidades, que de fato não aconteceram.

Como exemplo, é citado o fato de alguns candidatos postarem fotos da prova aplicada, mas salienta-se que todas as postagens ocorreram após o encerramento da prova, sendo que cada candidato poderia levar consigo o respectivo caderno de prova, não havendo, assim, qualquer irregularidade.

Em relação à divulgação de foto da grade de respostas, cumpre salientar que esse documento é colocado sobre as mesas antes mesmo dos candidatos entrarem, para que eles sentem nas posições determinadas, sem a possibilidade de “escolher” o lugar. A grade de respostas em branco, desacompanhada do caderno de prova, não indica qualquer irregularidade ou vazamento. Sua fotografia e postagem indica, isso sim, descumprimento de uma regra prevista no Edital de Abertura, de utilização irregular do celular, que acarretará na eliminação de quem a cometeu.

A Fundatec reafirma que tudo transcorreu dentro da normalidade, e não comentará ou se pautará por falsas denúncias publicadas em redes sociais, desacompanhadas de qualquer prova séria, idônea. Quem quiser fazer alguma denúncia deverá se identificar e mostrar a respectiva prova, para fins de apuração.”

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Como fica o tempo em fevereiro no Rio Grande do Sul após onda de calor recorde
Estados Unidos advertem que não se deve viajar para o Brasil devido à pandemia de covid
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde