Sexta-feira, 01 de Julho de 2022

Home Brasil Em visita a Manaus, Bolsonaro participa da Marcha para Jesus

Compartilhe esta notícia:

O presidente Jair Bolsonaro (PL) esteve em Manaus, capital do Amazonas, neste sábado (28). Além de se reunir com autoridades e religiosos, ele visitou o Comando Militar da Amazônia (CMA) e participou do evento “Marcha para Jesus”.

Havia uma expectativa de políticos locais de que o roteiro do presidente incluísse algo relacionado à Zona Franca de Manaus (ZFM), modelo econômico que tem sido alvo de ataques de Bolsonaro nos últimos meses, mas não ocorreu nada neste sentido.

Esta é a sétima visita de Bolsonaro ao Amazonas desde que assumiu a Presidência.

Neste sábado, ele desembarcou no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, na Zona Oeste de Manaus, por volta das 9h40. Bolsonaro estava acompanhado da primeira-dama Michelle Bolsonaro.

No Aeroporto Internacional de Manaus, o presidente foi recepcionado pelos ex-ministros Eduardo Pazuello e Braga Neto e pelo governador do Amazonas, Wilson Lima (União Brasil). Ele também estava acompanhado de políticos aliados, como Coronel Menezes e o deputado federal Alberto Neto.

Do aeroporto, o presidente seguiu para uma entrevista uma emissora de TV local, na Zona Centro-Sul, onde chegou por voltada das 10h30. Ele saiu do local por volta do meio-dia.

Às 12h26, Bolsonaro chegou ao Comando Militar da Amazônia (CMA), na Zona Oeste da capital, onde almoçou com militares. Depois da parada, ele seguiu para o Teatro Amazonas, no Centro de Manaus.

O presidente chegou ao Teatro Amazonas às 13h53. Não falou com apoiadores e seguiu para o salão de espetáculos, onde participou de um encontro com líderes religiosos do Estado, entre eles, 334 pastores.

Do lado de fora, tanto os líderes quanto os apoiadores que se concentraram nas grades tiveram que passar por revista. O comboio saiu do Teatro por volta das 15h.

Do Teatro Amazonas, a comitiva seguiu direto para a Marcha para Jesus. Bolsonaro subiu em um trio elétrico. Os fiéis caminharam pela Constantino Nery, umas principais avenidas da capital, em direção ao Sambódromo de Manaus, para participação em shows e orações.

No caminho, Bolsonaro desceu do trio elétrico, acenou e cumprimentou apoiadores. Em um trecho, ele parou em frente à sede da Igreja Universal na cidade, onde fez uma oração breve.

Depois, o presidente voltou para o caminhão e seguiu em direção ao Sambódromo. Manaus registrou um calor intenso ao longo deste sábado, e a temperatura chegou a atingir os 34ºC às 16h.

Manifestação

A caminhada até o Sambódromo teve manifestações a favor do presidente. Algumas pessoas também se aproximaram da Marcha para protestar em favor da Zona Franca de Manaus.

O trio elétrico com o presidente chegou ao Sambódromo de Manaus por volta das 17h20, onde fez um discurso político.

No Sambódromo, Bolsonaro discursou para os participantes. Um dos assuntos citados por ele foi a Zona Franca de Manaus. Ele alegou que a redução de impostos no país não afeta a competividade do modelo econômico.

“E tenham certeza: assim como lá atrás, a Zona Franca nasceu com o general Castelo Branco para Costa e Silva, essa área será preservada. A Zona Franca de Manaus jamais será atingida por esse governo. Esse governo reduz impostos em todo o Brasil, e a redução de impostos é benéfica para todo o país. Ninguém perderá nada aqui reduzindo impostos como, por exemplo, o IPI [Imposto sobre Produtos Industrializados]. Eu nunca vi um país crescer aumentando ou criando novos impostos. A Zona Franca, a região do Amazonas tem um potencial enorme”, disse.

Recentemente, o presidente publicou decretos que reduzem o IPI em todo o país. Políticos e empresários do Amazonas afirmam que as reduções afetam a competitividade da ZFM, que concede incentivos fiscais para atrair e fixar empresas ao Estado. É que o fator ‘logística’ pesa contra a Zona Franca e toda a economia do Amazonas.

Para os críticos da política econômica do presidente, igualar os impostos entre os estados causa a fuga das empresas do Amazonas para regiões como o Sudeste.

Retorno

Por volta das 18h30 de sábado, Bolsonaro voltou para o Aeroporto Internacional, de onde seguiu para Brasília. O voo partiu por volta das 18h50.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Supremo veta anistia federal a infrações disciplinares cometidas por policiais e bombeiros em motins
Mega-Sena acumula outra vez e prêmio vai a R$ 120 milhões
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde