Domingo, 16 de Junho de 2024

Home em foco Ex-ministro e ex-juiz Sérgio Moro mantém silêncio sobre sua filiação e possível candidatura ao Palácio do Planalto

Compartilhe esta notícia:

O ex-ministro e ex-juiz Sérgio Moro mantém silêncio sobre sua filiação e possível candidatura ao Palácio do Planalto. O Podemos acredita que essa definição seja sacramentada no início desta semana. A interlocutores, ele tem dito que só poderá tratar publicamente dos seus planos na política após encerrado o contrato com a consultoria Alvarez & Marsal, que tem sede em Washington, onde Moro reside atualmente.

“Moro vai definir no dia 1º de novembro. O Podemos já o convidou para disputar a Presidência”, afirmou ao Estadão a deputada federal e presidente do Podemos, Renata Abreu. A relação de Moro com a legenda foi construída a partir da amizade com o senador Álvaro Dias (PR). Entusiasta da Operação Lava Jato, o parlamentar tentou a Presidência em 2018 anunciando o então juiz como futuro convidado a ser seu ministro da Justiça, caso eleito.

Discretamente, porém, Moro intensifica conversas com representantes do centro político, onde sonda nomes para uma futura equipe de campanha.

Sua preocupação é em ampliar o leque de bandeiras para além da pauta anticorrupção. A princípio, não há indícios claros de que a provável investida eleitoral do ex-juiz possa ser acompanhada por outros protagonistas da Lava Jato.

Procuradores também já foram consultados por partidos para disputar as eleições de 2022. No entanto, afirmam que as conversas nunca avançaram. Fora da força-tarefa, Deltan Dallagnol, ex-coordenador do grupo, disse que nunca se sentou “com qualquer partido para conversar concretamente sobre o assunto”. Deltan, contudo, tem participado do debate político por meio de palestras e videoconferências.

Aposentado do MPF, o agora advogado Carlos Fernando Santos Lima afirmou que “não fecha as portas para a participação na política”, mas que, a princípio, não pretende e não fui procurado por nenhum partido. “Minha posição não é necessariamente a favor de uma candidatura de Sérgio Moro ou não. Sou a favor de uma candidatura viável, de terceira via”, disse Lima.

Cabo Daciolo

Cabo Daciolo assinou sua filiação ao Brasil 35 (ex-Partido da Mulher Brasileira) e já adiantou que é candidato à Presidência em 2022. Questionado sobre as chances da terceira via, disse que não é representante dela. “Mermão, eu sou a primeira via”, afirmou para a reportagem.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Superatletas driblam a idade e colhem frutos de uma vida regrada: manter o alto nível tem seus segredos
WhatsApp deixa de funcionar em celulares mais antigos a partir desta segunda
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa News