Sexta-feira, 01 de Março de 2024

Home em foco Faxineiro é agredido por impedir casal de manter relações em banheiro de boate

Compartilhe esta notícia:

Um cliente de boate em Burleigh Heads (Queensland, Austrália) foi condenado por agredir o funcionário de uma boate que o havia impedido de fazer sexo com uma mulher em banheiro para deficientes na casa norturna Nightjar. Nenhum dos dois tinha qualquer tipo de deficiência.

Em audiência, Billy Dean Fallon, de 28 anos, declarou-se culpado de agressão ao faxineiro, conforme noticiou o “Gold Coast Bulletin”, uma publicação australiana. O incidente ocorreu na noite de 20 de janeiro. O nome da vítima não foi revelado.

Imagens de câmeras de segurança do local mostram o momento em que o trabalhador bate repetidas vezes na porta do banheiro. Sem resposta, o faxineiro passa a tentar abrir a porta. Tempo depois, um homem sai de dentro do banheiro e ataca o funcionário.

A câmera mostrou o momento em que Billy Dean, ex-militar e mecânico, saiu da cabine e desferiu uma cabeçada e vários socos no faxineiro, que estava batendo insistentemente na porta da cabine após ver o casal entrando.

No ataque furioso, o faxineiro caiu no chão e ainda continuou recebendo os golpes de Billy Dean. Uma mulher loira, que estava com o mecânico, saiu da cabine e presenciou a agressão, só interrompida com a chegada de outros clientes e de mais um funcionário da casa.

Algumas testemunhas do ocorrido tentaram separar a briga. Uma mulher é vista saindo do mesmo banheiro em que estava o homem alguns segundos depois. A vítima ficou com o nariz quebrado e ferimentos na cabeça. Durante o julgamento, Fallon admitiu que estava em um “momento íntimo” com sua parceira e pensou que as pessoas do lado de fora estavam querendo atacá-los.

“Ele agiu impulsivamente, agiu de forma protetora e pensou que estava protegendo a si mesmo e a sua parceira”, disse o advogado de defesa de Billy Dean.

O faxineiro teve vários escoriações e fratura no nariz. Um vídeo com as imagens das câmeras de segurança circulou nas redes sociais. Nele é possível ver o momento em que o ex-militar sai da cabine e agride o faxineiro.

O juiz do caso classificou o ataque do ex-militar como “muito preocupante” e o condenou a 12 meses de prisão em liberdade condicional imediata. Além disso, Billy Dean terá que pagar o equivalente a R$ 7.625 de indenização ao faxineiro por danos corporais.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Ucrânia não cederá um único centímetro no leste, diz Zelensky
Bolsonaro terá direito a assessores, carros oficiais e motoristas como ex-presidente
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Madrugada