Domingo, 07 de Agosto de 2022

Home Rio Grande do Sul Fundatec afirma que concurso para soldado da BM será mantido, mesmo após denúncias de irregularidades

Compartilhe esta notícia:

A Fundatec, instituição responsável pela realização do concurso para soldado da Brigada Militar (BM) neste domingo (30), divulgou uma nota em seu site na noite desta segunda (31), afirmando que o certame será mantido mesmo após reclamações de irregularidades.

Confira a nota na íntegra:

NOTA DE ESCLARECIMENTO:

Em relação ao Concurso Público da Brigada Militar (Soldado Nível III) e em razão de comentários veiculados nas redes sociais, a FUNDATEC – Fundação Universidade Empresa de Tecnologia e Ciências esclarece:

O concurso teve mais de 52 mil candidatos inscritos, e a prova objetiva foi aplicada no último domingo, dia 30, em 49 locais de prova, contando com mais de 5 mil fiscais de sala, 51 coordenadores e aproximadamente 200 profissionais de apoio.

Toda execução contou com acompanhamento da própria Brigada Militar, com a presença de um Oficial em cada local de prova.

A abstenção foi de 13,76%, e tudo transcorreu normalmente, sendo que o concurso prosseguirá de acordo com o seu cronograma de execução, apresentado no Edital de Abertura.

Como costuma acontecer nos concursos públicos dessa magnitude, tão-logo finalizada a aplicação da prova, surgiram nas redes sociais comentários apontando supostas irregularidades, que de fato não aconteceram.

Como exemplo, é citado o fato de alguns candidatos postarem fotos da prova aplicada, mas salienta-se que todas as postagens ocorreram após o encerramento da prova, sendo que cada candidato poderia levar consigo o respectivo caderno de prova, não havendo, assim, qualquer irregularidade.

Em relação à divulgação de foto da grade de respostas, cumpre salientar que esse documento é colocado sobre as mesas antes mesmo dos candidatos entrarem, para que eles sentem nas posições determinadas, sem a possibilidade de “escolher” o lugar. A grade de respostas em branco, desacompanhada do caderno de prova, não indica qualquer irregularidade ou vazamento. Sua fotografia e postagem indica, isso sim, descumprimento de uma regra prevista no Edital de Abertura, de utilização irregular do celular, que acarretará na eliminação de quem a cometeu.

A Fundatec reafirma que tudo transcorreu dentro da normalidade, e não comentará ou se pautará por falsas denúncias publicadas em redes sociais, desacompanhadas de qualquer prova séria, idônea. Quem quiser fazer alguma denúncia deverá se identificar e mostrar a respectiva prova, para fins de apuração.

Entenda

A BM realizou uma reunião emergencial com a Fundatec na manhã desta segunda-feira (31). O encontro serviu para que a corporação pedisse explicações sobre as denúncias de falhas de fiscalização das provas, que circulam nas redes sociais desde domingo (30).

Segundo alguns supostos candidatos, brechas teriam permitido o uso de telefones celulares e relógios inteligentes durante o concurso – o que é proibido pelo edital. Também relataram que houve falha por parte de fiscais que não ficavam dentro das salas durante todo o exame.

Um pouco mais de 52 mil candidatos participaram da prova teórico-objetiva para as 4 mil vagas de soldado da Brigada Militar. Eles tinham três horas e 30 minutos para a resolução do exame e preenchimento da grade de respostas. Para se tornarem militares, os postulantes precisam passar, ainda, por exames de saúde, psicológico e de capacitação física.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Janeiro é o mês com maior número de contágio pela Covid no Estado
Em alta, média móvel de mortes no Brasil fica acima de 500 pelo terceiro dia
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde