Sexta-feira, 01 de Julho de 2022

Home em foco “Gesto generoso”, “expulso da política”: veja repercussão da desistência de Doria entre políticos

Compartilhe esta notícia:

Políticos reagiram nesta segunda-feira (23) ao anúncio feito pelo ex-governador de São Paulo João Doria (PSDB) de que desistiu da pré-candidatura à Presidência da República.

Doria fez o anúncio em São Paulo, após reunião com a direção do PSDB, e justificou a decisão justamente pela falta de apoio do partido à manutenção da pré-candidatura.

O PSDB negocia com MDB e Cidadania uma candidatura única para a disputa da Presidência da República.

Adversária de Doria, a senadora Simone Tebet (MDB-MS) conta com o apoio dos partidos, mas o anúncio de uma chapa unificada para a chamada “terceira via” ainda não foi feito. O PSDB só deve se reunir para tratar desse tema no próximo dia 2.

Repercussão

Saiba o que políticos disseram sobre a desistência de João Doria:

— Aécio Neves, deputado (PSDB-MG): “A decisão do ex-governador João Doria de afastar-se da disputa presidencial obriga o PSDB a reabrir a discussão sobre como vamos enfrentar as próximas eleições. Continuo defendendo, como sempre fiz, que tenhamos candidatura própria. A partir da decisão do ex-governador paulista, o partido está em condições de analisar outros nomes da nossa legenda que possam liderar não só o PSDB, mas também importantes setores do centro democrático, nesse momento grave da vida nacional.”

— Alessandro Vieira (PSDB), senador: “O gesto de grandeza de Doria não deve servir de estímulo ao oportunismo. Na hipótese do PSDB apresentar candidatura própria, o nome seria Doria, vencedor das prévias. Essa etapa já foi superada. É hora de contribuir com o centro democrático apoiando o nome do MDB, Simone Tebet.”

— Alexandre Frota (PSDB-SP), deputado: “Acho que essa foi a melhor decisão. Agora, está no colo deles. Fiquei triste, porque acho que o João seria a melhor opção para o nosso país. É um grande gestor, uma pessoa que poderia levar o país à modernidade. Com certeza o país iria melhorar muito. Mas sei das pressões que aconteceram, de como tudo se desencadeou.”

— Carla Zambelli (PL-SP), deputada: “O homem do 1% desistiu! Tchau, querido!”

— Carlos Jordy (PL-RJ), deputado: “Doria desiste da candidatura à Presidência. A margem de erro agora assume a liderança isolada da 3ª via.”

— Coronel Tadeu (PL-SP), deputado: “Doria praticamente é expulso da política, mas faz um merchant para dizer que está cedendo em favor de uma construção política. Creio que hoje o tucanato está em festa. Olha aí o alívio.”

— Daniel Coelho (Cidadania-PE), deputado: “Governou bem SP. Foi um líder no processo de vacinação. A política, um desafio. Mas, foi na decisão política, que saiu fortalecido, ao demonstrar grandeza e espírito coletivo. Parabéns pela serena decisão.”

— Eduardo Leite (PSDB-RS), ex-governador do RS e adversário de Doria nas prévias do PSDB: “O PSDB teve candidato legítimo oriundo das prévias, que agora faz gesto pela unificação da terceira via sob liderança de outro partido. Gesto importante de João Doria, que merece respeito. As circunstâncias adversas de uma eleição não diminuem a relevância do seu legado para o Brasil”.

— José Serra (PSDB-SP), senador: “Da mesma forma que respeitei o resultado das prévias do PSDB, também respeito a decisão de João Doria de abrir mão da sua pré-candidatura à presidência da República. Agora, o importante é que entremos em consenso em torno de uma candidatura única capaz de vencer os dois extremos.”

— Luiz Felipe D’Avila (Novo), pré-candidato a presidente: “A desistência de Doria à presidência prova o que digo: o Novo é a única via que realmente debate propostas para o Brasil voltar a crescer, e não prioriza vaidades e interesses pessoais dos caciques políticos.”

— Roberto Freire, presidente do Cidadania: “Um gesto pela unidade e que deve ser reconhecido e enaltecido por quem efetivamente pretende derrotar a polarização do ódio na sociedade brasileira e buscar a paz por meio da eleição de Simone Tebet”.

— Rodrigo Maia (PSDB-RJ), deputado licenciado e ex-coordenador do programa de governo de Doria: “O @jdoriajr foi um grande governador de SP, um governo que ainda será reconhecido por todos os brasileiros. Além disso, liderou o Brasil nesse processo da pandemia, trazendo a vacina. Hoje faz um gesto generoso na tentativa de construção de um candidato no nosso campo político. Ele demonstrou mais uma vez sua relevância para a política do nosso país.”

— Sâmia Bomfim (PSOL-SP), deputada: “Doria das traições, da farinata, do BolsoDoria, do Sampaprev, da cidade cinza, das privatizações, da repressão. Vai tarde! Não esqueceremos seu legado nefasto de destruição. Que não se eleja mais nem para síndico de prédio!”

— Sergio Moro (União), ex-juiz e ex-ministro: “O ex-Governador Doria anunciou sua saída da disputa presidencial. Lembro em particular do nosso trabalho conjunto, Ministério da Justiça e Governo de São Paulo, para isolar as lideranças do PCC em presídios federais. Doria tem méritos na vida pública.”

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Vice-presidente da República, Hamilton Mourão endossa notícia-crime contra o ministro do Supremo Alexandre de Moraes
Cinco nomes já deixaram a disputa pela Presidência da República; veja lista
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde