Sábado, 02 de Março de 2024

Home Fama & TV Guilherme de Pádua morreu sem pagar a Glória Perez indenização de 480 mil reais

Compartilhe esta notícia:

Guilherme de Pádua morreu no último domingo (6), após um infarto fulminante, mas ainda deve R$ 480 mil de indenização para a autora Glória Perez, mãe da atriz Daniella Perez, que ele matou. Antes da morte de Guilherme, a justiça do Rio de Janeiro condenou os responsáveis pelo assassinato.

A ação foi iniciada nos anos 1990 e teve a última sentença em janeiro de 2022. Agora, Felipe de Pádua, filho do ex-ator e pastor, torna-se o herdeiro do pai e especialista explica como fica o pagamento do valor devido.

“Quando uma pessoa morre, todos os seus bens e direitos são considerados patrimônio. Ou seja, podem ser positivos como bens móveis, imóveis, dinheiro ou negativos, como empréstimos, dívidas, prestações, contas não pagas e etc. De sorte, havendo o espólio (conjunto dos bens e direitos deixados por um falecido), os herdeiros assumem o compromisso deixado pelo finado”, explica Emerson Tauyl, advogado criminalista especializado em segurança pública.

“Porém, é importante destacar que a dívida da indenização à Glória Perez não será paga efetivamente por Felipe de Pádua, pois a dívida não é herdada pelo herdeiro. Caso exista o espólio, será esse patrimônio que irá garantir o pagamento da dívida”, conclui.

Família da vítima

Bárbara Ferrante, prima de Daniella Perez, postou no Instagram um comentário sobre a morte do assassino da atriz, Guilherme de Pádua. No post, ela diz que jamais imaginou que comemoraria a morte de alguém como o faz agora. Babi era muito próxima de Daniella e na série documental “Pacto brutal: O assassinato de Daniella Perez” mostra a roupa usada no dia em que a atriz foi morta.

“Jamais, por pior que fosse a pessoa, desejei ou comemorei a morte de alguém. Mas esse FDP eu desejo que vá para o quinto dos infernos onde não poderá mais fazer sua cena de Madalena arrependida para uma igreja que compactua com um assassino da pior estirpe”, postou Babi, que é filha do irmão de Glória Perez, mãe de Daniella.

Bárbara Ferrante, prima de Daniella Perez, postou no Instagram um comentário sobre a morte do assassino da atriz, Guilherme de Pádua. No post, ela diz que jamais imaginou que comemoraria a morte de alguém como o faz agora. Babi era muito próxima de Daniella e na série documental “Pacto brutal: O assassinato de Daniella Perez” mostra a roupa usada no dia em que a atriz foi morta.

“Jamais, por pior que fosse a pessoa, desejei ou comemorei a morte de alguém. Mas esse FDP eu desejo que vá para o quinto dos infernos onde não poderá mais fazer sua cena de Madalena arrependida para uma igreja que compactua com um assassino da pior estirpe”, postou Babi, que é filha do irmão de Glória Perez, mãe de Daniella.

Nos comentários, a atriz Claudia Mauro ressaltou o quanto essa morte é como o fim de uma sombra na vida da família e de amigos da atriz. “Fim deste ciclo, desta angústia, fim do receio de um dia poder cruzá-lo na rua ou em qualquer lugar.”

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Fama & TV

Conheça os riscos da cirurgia bariátrica que será realizada pela cantora Jojo Todynho
Exercício de estômago vazio queima 70% mais gordura
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde