Segunda-feira, 26 de Fevereiro de 2024

Home Copa do Mundo 22 Herói da Argentina, o goleiro Martínez provoca Mbappé na comemoração do título

Compartilhe esta notícia:

Herói da Argentina na conquista da Copa do Mundo do Catar, o goleiro Emiliano Martínez aproveitou a comemoração do título mundial para provocar Kylian Mbappé. Durante a comemoração em Buenos Aires, o goleiro levou uma bebê de plástico com uma foto do atacante da França. A ação viralizou nas redes sociais.

No entanto, não foram todos os atletas que participaram da provocação, como Lionel Messi, que atua no PSG com Mbappé. Di María e Paredes, que também jogaram com o craque na equipe francesa, ficaram quietos.

Apesar das provocações, o camisa 10 da França teve uma grande partida na decisão da Copa do Mundo. O jogador foi o segundo a marcar um hat-trick em uma final da maior competição de futebol (o primeiro foi Geoff Hurst, na decisão de 1966 entre Inglaterra e Alemanha Ocidental, vencida pelos britânicos). No entanto, o feito do craque não foi suficiente para conquistar o bicampeonato de forma consecutiva.

O povo argentino foi às ruas para receber os tricampeões mundiais A delegação da Argentina aterrissou no aeroporto internacional de Ezeiza, em Buenos Aires, às 2h23min (horário de Brasília) desta terça-feira. Com direito a homenagens dos funcionários do aeroporto e tapete vermelho, os campeões foram recebidos por muitos torcedores e jornalistas na chegada ao país. No Obelisco, cerca de 4 milhões de pessoas foram receber os atletas.

Polêmica

Eleito melhor goleiro da Copa do Mundo do Catar neste domingo (18), Emiliano Martínez, o Dibu, da Argentina, comemorou o feito colocando o troféu em frente de suas partes íntimas. O goleiro brilhou durante o jogo e também pegou um pênalti na final contra a França.

Em entrevista à rádio “La Red”, o arqueiro explicou que o gesto foi uma “resposta” às vaias dos franceses durante a final do Mundial. O jogo terminou empatado em 3 a 3, e os hermanos asseguraram o tricampeonato na disputa de pênaltis.

“Fiz isso porque os franceses estavam me vaiando, a soberba comigo não vai”, falou o goleiro após a premiação.

Dibu foi fundamental para a equipe de Lionel Scaloni durante toda a campanha, inclusive na grande decisão. Embora tenha sofrido três gols na final, dois foram de pênalti. O goleiro também protagonizou uma defesa à queima-roupa que poderia decretar a derrota da Argentina no minuto final da prorrogação.

O destaque argentino dedicou o título aos seus familiares: “[Dedico] À minha família, venho de um lugar muito humilde, fui muito jovem para a Inglaterra, quero dedicar a eles”, concluiu o goleiro do Aston Villa.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Copa do Mundo 22

Deputado filho de brasileiros eleito nos EUA mentiu sobre currículo, diz jornal
Neymar aguarda entrega de cobertura quadriplex, em Balneário Camboriú
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa News