Sexta-feira, 01 de Julho de 2022

Home Brasil Imposto de Renda 2022: a duas semanas do fim do prazo, Receita Federal ainda aguarda quase 12 milhões de declarações

Compartilhe esta notícia:

Faltando duas semanas para o fim do prazo, a Receita Federal ainda aguarda quase 12 milhões de declarações do Imposto de Renda 2022. Até o fim da manhã desta segunda-feira (16) foram 22.288.470 documentos entregues – cerca de 65% das 34,1 milhões de declarações esperadas este ano. O prazo para enviar o documento sem multa termina em 31 de maio.

É obrigado a declarar IR em 2022:

— Quem recebeu rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2021. O valor é o mesmo da declaração do IR do ano passado;

— contribuintes que receberam rendimentos isentos, não-tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma tenha sido superior a R$ 40 mil no ano passado;

— quem obteve, em qualquer mês de 2021, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas;

— quem teve isenção de imposto sobre o ganho de capital na venda de imóveis residenciais, seguido de aquisição de outro imóvel residencial no prazo de 180 dias;

— quem teve, em 2021, receita bruta em valor superior a R$ 142.798,50 em atividade rural;

— quem tinha, até 31 de dezembro de 2021, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil;

— quem passou para a condição de residente no Brasil em qualquer mês e se encontrava nessa condição até 31 de dezembro de 2021.

Lotes de restituição

De acordo com a Receita Federal, serão disponibilizados cinco lotes de restituição neste ano, nos dias:

— 31 de maio;

— 30 de junho;

— 29 de julho;

— 31 de agosto; e

— 30 de setembro.

Malha fina

Dicas para não cair na malha fina:

— Ter todos os documentos em mãos para consulta no momento em que estiver prestando contas à Receita;

— Não deixe para fazer de última hora, falhas no sistema ou na rede de internet podem ocorrer no momento que estiver utilizando os meios digitais;

— Após entregar a declaração é importante que o contribuinte acompanhe o status no site ou programa do IRPF 2022. Também é possível acompanhar o processamento da Declaração de Imposto de Renda pelo E-CAC e lá será indicado se a Receita identificou alguma pendência na declaração ou até mesmo se foi expedida notificação para o contribuinte prestar esclarecimentos sobre eventuais inconsistências verificadas;

— Ficar atento às informações constantes dos informes de rendimentos e declarar no IR exatamente como está no informe;

— Ficar atento às despesas médicas que são permitidas pela legislação fiscal e reportar corretamente os dados conforme os respectivos informes disponibilizados pelas operadoras de saúde ou recibos/notas fiscais médicos;

— Coordenar as informações que serão prestadas por doador e donatário, locador e locatário, mutuante e mutuário, vendedor de bens e adquirente dos respectivos bens nas respectivas declarações, de modo a evitar informações divergentes;

— Verificar a variação patrimonial de um ano para o outro e conferir com os rendimentos auferidos durante o ano-calendário. O aumento do patrimônio deve ser condizente com os rendimentos declarados pelo contribuinte. Independente da fonte/origem do recurso, esta deve estar reportada no IR e deve servir de base para justificar eventual aumento no patrimônio declarado de um ano para o outro.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Tribunal de Contas da União conclui esta semana a desestatização da Eletrobras. Veja o que esperar
De olho no Tribunal de Contas da União, deputados fazem dupla campanha
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde