Quarta-feira, 17 de Julho de 2024

Home Brasil Inquérito aponta que motorista de aplicativo não teve culpa no atropelamento do ator Kayky Brito

Compartilhe esta notícia:

O inquérito conduzido pela Polícia Civil do Rio de Janeiro concluiu que o motorista de aplicativo Diones Coelho da Silva não teve culpa no atropelamento do ator Kayky Brito. De acordo com o relatório final da 16ª Delegacia de Polícia, ele trafegava abaixo do limite de velocidade permitido na via, que é de 70 km/h.

Segundo a polícia, o condutor dirigia o seu carro a uma média de 48 km/h no momento do acidente. O artista, de 34 anos, foi atropelado em 2 de setembro, por volta da 1h, na Barra da Tijuca. O ator estava em um quiosque quando foi buscar algo no veículo do amigo Bruno De Luca, que estava estacionado do outro lado da avenida Lucio Costa.

Imagens de câmeras de segurança mostram que Kayky saiu correndo do carro para tentar atravessar de volta para o quiosque, quando foi atropelado por um carro que levava uma mulher e uma criança de 10 anos do Recreio dos Bandeirantes para a Barra da Tijuca.

Kayky sofreu politrauma corporal e traumatismo craniano. Ele deixou a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) na sexta-feira (22). O ator está internado no Hospital Copa D’Or.

O delegado Ângelo Lages concluiu que Diones não responderá por crime algum porque ficou comprovado que estava dentro do limite de velocidade; não havia bebido ou usado outra substância, segundo exames feitos no dia; conduzia o automóvel com atenção – como comprovado por imagens e pelo depoimento da testemunha, a passageira Maria Estela Lima; e parou o carro e prestou socorro.

“Ele ainda realizou ações para evitar a colisão, apesar da escassez temporal para reação e frenagem. Entendemos que todos os elementos colhidos em depoimentos, laudos e vídeos, além da atitude de socorrer a vítima, isentam o motorista de qualquer responsabilidade”, explicou Ângelo. A polícia vai solicitar o arquivamento do caso.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Justiça gaúcha condena o governo federal a indenizar idoso vítima de tortura e exílio durante o regime militar
Comportas do Guaíba permanecem fechadas devido à elevação do nível das águas em Porto Alegre
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Show de Notícias