Domingo, 16 de Janeiro de 2022

Home Colunistas Líder do governo projeta interferência do STF “para inviabilizar reeleição de Bolsonaro”.

Compartilhe esta notícia:

O STF poderá inviabilizar a reeleição do presidente Jair Bolsonaro, encontrando, até 2022, uma brecha legal que o torne inelegível. A avaliação é do bem informado líder do governo na Câmara, o deputado federal Ricardo Barros. O deputado avalia que todas as declarações de Jair Bolsonaro criticando decisões de ministros do STF, ocorreram pontualmente, quando ocorreu interferência ilegal nas prerrogativas do Executivo:

“O presidente, quando se posiciona, é porque estão interferindo nas suas prerrogativas. O Judiciário tem seguidamente se sobreposto aos demais Poderes, como quando paralisou a execução orçamentária. Querem criar uma situação de inviabilizar a reeleição do presidente.”

PV alinhado com o ex-presidiário Lula

O número de puxadinhos do PT que estão dispostos a apoiar a aventura eleitoral do ex-presidiário Lula em 2022 aumentou com a adesão do PV, o Partido Verde. Os presidentes regionais do PV aprovaram o apoio à candidatura do ex-presidiário Lula à Presidência da República e a federação com o PSB, PCdoB e PT.

Eleição da esquerda traz caos no mercado e na economia do Chile

Passado o porre da eleição do ultra-esquerdista Gabriel Boric para a presidência do Chile, o mercado continua emitindo sinais do que será a economia do país daqui por diante: o dólar atingiu valor histórico e a bolsa chilena fechou novamente com baixa de 6,18% (após abrir o dia em -7%), e moeda americana fechou o dia cotada a 876 pesos chilenos, nível mais alto desde março de 2020, no início da pandemia de covid-19. A projeção de analistas é que o dólar pode chegar a 900 pesos chilenos nesta semana.

Base do governo garante projeto da Corsan

A base do governo sinalizou ontem quer possui maioria folgada para aprovar projetos polêmicos, como a proposta da regionalização do saneamento básico no Rio Grande do Sul, considerado imprescindível para a venda das ações da Corsan. Foram 35 votos favoráveis e 16 contrários. Hoje, outro projeto polêmico vai testar a base governista: o reajuste dos professores, com alíquotas diferentes para o pessoal em sala de aula e os aposentados. A sessão do Legislativo começa nesta quarta-feira, às 10h30min.

A ilusão de ótica que o ex-presidiário tenta criar

O senador Ciro Nogueira, chefe da Casa Civil, após comparar a aliança do ex-presidiário Lula com Geraldo Alckmin, com “porco espinho com capivara”, foi explícito ao comentar a nova imagem que Lula tenta apresentar ao país:

“O Lula que estamos vendo hoje é uma ilusão de ótica. Não é esse Lula que vai para campanha, bonzinho, longe da Gleisi Hoffman, do Zé Dirceu, do Vaccari [João Vaccari Neto]. Ele vai ter que fazer campanha com Lindinho [como Lindbergh Farias foi identificado nas planilhas de delatores da Odebrecht], com a Gleisi. São pessoas que têm rejeição muito grande no País. Eu conheço. São pessoas que a grande maioria da população não aprecia.”

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Colunistas

Tungados na tomada
Anac autoriza overbooking, revela balcão da Latam
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Atualidades Pampa