Segunda-feira, 29 de Novembro de 2021

Home Rio Grande do Sul Ministério Público defende o retorno dos estudantes às salas de aula no Rio Grande do Sul

Compartilhe esta notícia:

O MP-RS (Ministério Público do Rio Grande do Sul) emitiu, na sexta-feira (12), uma nota sobre o retorno às atividades presenciais obrigatórias nas escolas públicas e privadas do Estado, destacando a conciliação entre o direito à educação de qualidade e à saúde.

Ao ressaltar o “caráter essencial, prioritário e obrigatório das atividades escolares”, o MP-RS sugeriu que os gestores educacionais organizem ação de sensibilização das famílias e dos alunos, evitando ameaças de medidas punitivas que possam reforçar as ações de exclusão escolar. E, para as crianças e adolescentes que por motivos de saúde não possam retornar às aulas presenciais, os promotores ressaltaram que os atestados devem ser emitidos por médicos, e os casos analisados pela gestão escolar.

Além disso, o MP-RS afirmou que devem ser realizados esforços conjuntos entre a política de educação e as demais políticas sociais, em especial saúde e assistência social, e os órgãos de defesa e proteção de crianças e adolescentes para o retorno imediato à escola de todos os estudantes que estão infrequentes ou não matriculados, fazendo uso da busca ativa escolar e da Ficha de Comunicação de Aluno Infrequente.

Na nota, o MP-RS também destacou que nas salas de aula cujo revezamento dos estudantes se faça necessário em razão do distanciamento social, deve ser assegurada a oferta do ensino remoto naqueles dias e horários em que os estudantes não estiverem presencialmente na escola.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Mirante da Orla do Guaíba, em Porto Alegre, é reaberto ao público
Papa agradece a jornalistas por ajudarem a expor escândalos sexuais na Igreja Católica
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Atualidades Pampa