Quinta-feira, 30 de Maio de 2024

Home Ciência Nasa anuncia possíveis locais de pouso para a missão Artemis III

Compartilhe esta notícia:

A Nasa (a agência espacial norte-americana) anunciou os possíveis locais de pouso para a missão Artemis III, que pretende recolocar humanos na superfície da Lua após uma ausência de mais de 50 anos. Treze regiões próximas ao polo sul lunar foram selecionadas, cada uma contendo vários locais adequados para um pouso.

“Selecionar essas regiões significa que estamos um passo gigantesco mais perto de retornar humanos à Lua pela primeira vez desde a Apollo”, disse Mark Kirasich, vice-administrador associado da Divisão de Desenvolvimento da Campanha Artemis na sede da Nasa em Washington.

“Quando o fizermos, será diferente de qualquer missão anterior, pois os astronautas irão se aventurar em áreas escuras anteriormente inexploradas pelos humanos e estabelecer as bases para futuras estadias de longo prazo.”

Os locais selecionados são:

– Faustini Rim A (Borda A da cratera Faustini);

– Peak Near Shackleton (Pico próximo à cratera Shackleton);

– Connecting Ridge (Escarpa conectora);

– Connecting Ridge Extension (Extensão da escarpa conectora);

– de Gerlache Rim 1 (Borda 1 da cratera de Gerlache);

– de Gerlache Rim 2 (Borda 2 da cratera de Gerlache);

– de Gerlache-Kocher Massif (Maciço de Gerlache-Kocher);

– Haworth;

– Malapert Massif (Maciço Malapert);

– Leibnitz Beta Plateau (Platô Leibnitz Beta);

– Nobile Rim 1 (Borda 1 da cratera Nobile);

– Nobile Rim 2 (Borda 2 da cratera Nobile);

– Amundsen Rim (Borda da cratera Amundsen).

Cada uma destas regiões está dentro de seis graus de latitude do Polo Sul lunar, e no geral contém características geológicas diversas. Juntas, elas fornecem oportunidades de pouso para todas as potenciais janelas de lançamento da Artemis III. Locais específicos de pouso são acoplados a cada janela de lançamento, portanto múltiplas regiões garantem a flexibilidade necessária para lançar ao longo de um ano.

Todas as regiões consideradas são cientificamente significativas por causa de sua proximidade com o Polo Sul lunar, que é uma área que contém regiões permanentemente sombreadas, ricas em recursos e em terrenos inexplorados pelo homem.

“Vários dos locais propostos dentro das regiões estão localizados entre algumas das partes mais antigas da Lua e, juntamente com as regiões permanentemente sombreadas, oferecem a oportunidade de aprender sobre a história da Lua através de materiais lunares anteriormente não estudados”, disse Sarah Noble líder de ciência lunar da Artemis na Divisão de Ciência Planetária da Nasa.

A seleção dos possíveis locais de pouso considerou o requisito de acessibilidade a regiões permanentemente sombreadas da superfície Lunar, como o fundo de crateras, durante uma caminhada lunar (Moonwalk). Estas regiões são de interesse especial, pois podem conter depósitos de gelo, cruciais para o estabelecimento de uma base permanente na Lua no futuro.

Por outro lado, luz solar é necessária para a produção de energia e para minimizar variações de temperatura, e todos locais selecionados oferecem acesso contínuo à luz do Sol por um período de 6,5 dias, duração estimada da estadia da Artemis III na superfície.

A Nasa discutirá as 13 regiões com comunidades mais amplas de ciência e engenharia por meio de conferências e workshops para solicitar informações sobre os méritos de cada região. Esse feedback informará as seleções de locais no futuro, e a Nasa poderá identificar regiões adicionais para consideração.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Ciência

Vera Fischer relembra medos no começo da carreira e aos 70 anos afirma se sentir a “dona do palco”
“Refletores de todos os teatros do Brasil reluzem para você”, diz Miguel Falabella sobre Cláudia Jimenez
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa News