Terça-feira, 24 de Maio de 2022

Home Economia Nova Selic: saiba o que esperar a partir de agora com o novo aumento

Compartilhe esta notícia:

O processo de aperto monetário do Banco Central do Brasil (BCB) ganhou novo capítulo nesta semana, com a primeira decisão do Copom em 2022. A taxa que estava no patamar de 9,25% ao ano, subiu 1,5 ponto percentual (150 pontos-base) e passou à casa de dois dígitos, em 10,75%, segundo o consenso de mercado.

Dos 37 economistas consultados pela Bloomberg, 36 apostaram em aumento nessa magnitude, e apenas um esperava uma alta de 1,25 ponto percentual.

A confirmação desse prognóstico levou a taxa básica de juros ao maior patamar em quase cinco anos, desde abril de 2017, quando ela ficou em 12,25% ao ano.

“O BCB adotou uma postura hawkish não apenas pelo endurecimento do Fed no comitê do último dia 26 mas sobretudo pelas expectativas de IPCA, que voltaram a piorar nas últimas semanas, refletindo dados ruins de IPCA-15 e IGP-M divulgados na semana passada”, escreveram em relatório, economistas do time de Macro & Estratégia do BTG Pactual digital (BPAC11), liderados pelo economista-chefe Álvaro Frasson. Assinaram também o relatório Arthur Mota, Leonardo Paiva e Luiza Paparounis.

A mediana das expectativas para o IPCA ao fim de 2022, que consta do último Boletim Focus, aponta uma taxa de 5,38%, acima, portanto, do teto da meta de inflação, que é de 5,00% — o centro da meta está em 3,5% e há margem de tolerância de 1,5 ponto percentual. Há quatro semanas, a mediana das expectativas estava em 5,01%.

Para 2023, a mediana das expectativas no Focus passou de 3,41% há quatro semanas para 3,50%. O centro da meta de inflação para 2023 é de 3,25%.

“Preços das commodities em alta e níveis de estoques ainda baixos pelo avanço da ômicron também pesaram para a inflação esperada voltar a rodar acima do teto da meta”, escreveram os economistas.

Eles lembram que, no comunicado junto com a última decisão, em dezembro, o Copom trouxe a mensagem de que “irá perseverar em sua estratégia até que se consolide não apenas o processo de desinflação como também a ancoragem das expectativas em torno de suas metas”.

A projeção da equipe do BTG Pactual digital é que a Selic chegue a 12,25% ao ano ao fim do atual ciclo de aperto monetário, com mais três altas contando a decisão desta semana.

Na avaliação dos economistas do BTG Pactual digital, bem como de boa parte do mercado — embora não de forma tão consensual –, apesar do esperado tom contracionista, o Copom deve retirar a referência a um aumento da taxa na mesma magnitude de 150 pontos-base para a reunião seguinte, em meados de março, o que deixaria alguma flexibilidade na mesa.

Com a nova taxa, será a primeira vez em um ano e meio que a taxa de juro real presente voltará a ficar positiva, dado que a inflação acumulada em 12 meses estava em 10,06% no fechamento de 2021.

A taxa de juro real futura, no entanto, está na casa de 6 pontos percentuais há algum tempo, dado que tanto a curva de juros como as projeções contidas no Boletim Focus apontam para uma Selic na casa de 11% a 12% em 12 meses, enquanto as estimativas para a inflação medida pelo IPCA no mesmo intervalo estão entre 5% e 6%.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Economia

Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden monitorou em tempo real ataque ao líder do Estado Islâmico
Ministro Lewandowski do Supremo nega ter tido interesse na compra da casa do ex ministro da Educação
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde