Terça-feira, 25 de Junho de 2024

Home em foco Papa Francisco reúne todos os cardeais em meio a rumores sobre renúncia

Compartilhe esta notícia:

Um grupo com todos os cardeais do mundo se reuniu nesta terça-feira (30) no Vaticano a portas fechadas. São pouco menos de 300 integrantes do grupo cardinalício que se encontram no maior evento desse tipo desde que o Papa Francisco assumiu o cargo.

A reunião foi convocada durante a última semana e foi vista como um processo do pontífice para renunciar ao cargo. O Vaticano diz que o evento vai debater e aprofundar a Constituição apostólica implementada em 5 de junho.

A reunião provocou muitas especulações, em particular sobre o estado de saúde do papa, que passou por uma cirurgia no cólon em 2021 e sofre com dores no joelho direito que o obrigam a usar uma cadeira de rodas.

Francisco não descartou a possibilidade de renunciar diante das dificuldades de saúde, como admitiu no fim de julho aos jornalistas que acompanharam sua viagem ao Canadá.

“Mudar de papa não seria uma catástrofe. Não pensei nesta possibilidade, mas isto não quer dizer que depois de amanhã não vou pensar. A porta está aberta”, declarou, na ocasião.

Nos últimos meses, as fortes dores no joelho direito obrigaram o pontífice a adiar uma viagem ao continente africano, prevista para o início de julho, o que aumentou as especulações sobre uma possível renúncia, como fez seu antecessor Bento XVI em 2013, alegando falta de forças para desempenhar a função.

Francisco reiterou que renunciaria se a saúde o impedisse um dia de liderar a Igreja. Questionado exatamente sobre isto, o pontífice respondeu: “Não sabemos. Deus vai dizer”.

O pontífice argentino explicou que sofreu uma “pequena fratura” no joelho, que foi tratada com laser e terapia magnética. O chefe da Igreja Católica também negou os boatos de que um câncer foi diagnosticado durante a operação para remover parte do cólon em julho de 2021 e denunciou o que chamou de “fofocas”.

Novos cardeais

Durante evento na Basílica de São Pedro, na última semana, o papa empossou 20 novos cardeais, entre eles 16 com idade para votar em um possível conclave. Nesta seleta lista estão nomes de dois brasileiros: Dom Leonardo Steiner, arcebispo de Manaus; e Dom Paulo Cezar Costa, arcebispo de Brasília.

Foram nomeados religiosos de todo o mundo, em especial de países da América Latina, Ásia e África como Paraguai, Índia, Singapura, Mongólia, Timor Leste, Nigéria e Gana. Entre os novos cardeais, 16 serão eleitores do futuro processo sucessório, pois é requisito ter menos de 80 anos de idade para eleger um papa.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Câmara aprova Medida Provisória que aumenta para 21% imposto sobre o lucro dos bancos
China marca evento que deverá consolidar poder de Xi Jinping
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Show de Notícias