Sexta-feira, 23 de Fevereiro de 2024

Home Economia Passagens aéreas nacionais estão 50% mais caras em relação a antes da pandemia

Compartilhe esta notícia:

Os preços das passagens aéreas nacionais aumentaram 55%, em média, de janeiro a setembro de 2022 em comparação ao mesmo intervalo de 2021. Já em relação ao mesmo período de 2019, ano anterior à pandemia de covid-19, os voos nacionais encareceram 50%, em média. Os dados são de um estudo do buscador de voos Viajala, que analisou as buscas de ida e volta feitas pelos usuários do site.

A rota mais afetada entre 2019 e 2022 foi entre Porto Alegre e São Paulo. Esse trajeto subiu 118%, de R$ 394 para R$ 861, em média, no voo de ida e volta. Já a rota entre São Paulo e Vitória da Conquista, na Bahia, foi a que apresentou a alta mais tímida, de 16%, de R$ 870 para R$ 1.007, em média.

Passagens internacionais

O cenário das passagens aéreas internacionais está ainda mais difícil para os compradores. Os preços subiram 59%, em média em comparação a 2021, e 74%, em média, em relação a 2019. A maior elevação de 2019 para cá foi entre São Paulo e Córdoba, na Argentina. A viagem ficou 180% mais cara, saindo de de R$ 1.153 para R$ 3.230, em média. A rota que registrou o menor aumento foi entre São Paulo e Cancun, no México. O preço médio encareceu 29%, de R$ 2.684 para R$ 2.895.

“O Brasil tem poucas companhias aéreas nacionais, o que prejudica a concorrência e a possibilidade de preços mais baixos”, afirma Rodrigo Melo, diretor comercial do Viajala Brasil. “A alta dos combustíveis, a inflação, a instabilidade política, as perdas acumuladas pelas companhias aéreas na pandemia e a necessidade de reacomodar passageiros dos últimos anos sem custo adicional dificultam prever uma queda nos valores tão cedo”, diz.

A pesquisa apontou que os brasileiros voltaram a planejar as viagens com mais antecedência, fruto da diminuição da incerteza em relação à covid-19. A maior fatia de pessoas buscou passagens aéreas nacionais 30 dias antes da data de partida de janeiro a setembro deste ano, enquanto no mesmo intervalo do ano passado o maior grupo procurou voos com 21 dias de antecedência.

Em relação às passagens aéreas internacionais, a maior parcela de usuários buscou voos 80 dias antes da data de partida de janeiro a setembro deste ano, enquanto no mesmo período do ano passado a maior procurou passagens com 71 dias de antecedência.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Economia

Equipe de Janja realiza primeiras reuniões para organizar cerimônia de posse de Lula
Bloco cirúrgico de centro veterinário é interditado em Porto Alegre
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Atualidades Pampa