Segunda-feira, 16 de Maio de 2022

Home Rio Grande do Sul Polícia encontra frascos vazios de vacina contra Covid na Secretaria de Saúde de Canoas

Compartilhe esta notícia:

O Departamento Estadual de Investigações Criminais da Polícia Civil (DEIC) cumpriu um mandado de busca a apreensão dentro da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Canoas na manhã desta sexta-feira (18). A investida, requisitada pelo Ministério Público, por denúncia de guarda irregular de frascos usados de vacina contra a Covid-19, localizou frascos vazios em desacordo com as exigências legais, segundo a polícia.

Durante as buscas, que foram acompanhadas por servidores da Secretaria de Saúde, também foram localizados frascos vazios de imunizante contra a Influenza, em um corredor de passagem.

Segundo a Delegada Marina Goltz, os resíduos dos serviços de saúde (incluídos os frascos já utilizados de imunizante) são classificados como resíduos perigosos, configurando delito.

Uma servidora da Secretaria de Saúde foi conduzida ao DEIC para fins de autuações legais referentes ao tipo penal mencionado, sendo liberada após os trâmites legais e pagamento de fiança.

A ação contou com o apoio técnico da Fundação Estadual de Proteção Ambiental Henrique Luiz Roessler (Fepam).

A prefeitura de Canoas emitiu uma nota oficial em que alega que nunca armazenou frascos vazios de vacinas.

Confira a íntegra

A Prefeitura de Canoas foi surpreendida, na manhã desta sexta-feira, 18 de fevereiro, por uma ação de busca e apreensão feita pelo Departamento Estadual de Investigações Criminais da Polícia Civil (DEIC) na Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Fruto de denúncia com fotos, inclusive, os policiais procuravam por frascos vazios de vacinas, que estariam na sede da SMS.

Ocorre que a Secretaria da Saúde nunca armazenou frascos vazios de vacinas, pois o recolhimento é realizado por empresa terceirizada, que passa em todas as Unidades de Saúde periodicamente. O que causa estranheza é que não há razão e tampouco autorização para estes insumos estarem na SMS, especialmente onde as 5 caixas foram encontradas: um local onde somente os funcionários da higienização têm acesso.

Também chama a atenção da Prefeitura que o fato ocorra um ano após uma investida que tentou, como esta, criminalizar o Executivo Municipal. Naquele 20 de fevereiro de 2021, após um drive thru de vacinação no Parque Eduardo Gomes, foram colocadas 1.000 seringas e agulhas novas com embalagens abertas dentro de sacos de lixo, prática totalmente diversa à da Secretaria da Saúde que recolheu todos os materiais utilizados no evento. Em função do fato, a Prefeitura registrou Boletim de Ocorrência na Polícia Civil e aguarda a conclusão das investigações.

Tão logo tomou conhecimento da situação nesta manhã, o prefeito Jairo Jorge determinou a abertura imediata de sindicância, a fim de apurar como estas caixas foram plantadas na Secretaria da Saúde e quem foi o responsável pelo ato. Da mesma forma, colocou o Governo à disposição da Polícia Civil para colaborar com todas as diligências necessárias.

A Prefeitura lamenta este episódio, que novamente quer incriminá-la, num momento em que a única preocupação de todos deveria estar voltada à saúde dos canoenses.

O prefeito Jairo Jorge reitera que confia no trabalho policial e que, no âmbito que lhe compete, buscará responsabilizar quem praticou a ação.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Governo gaúcho enviará equipe de bombeiros para ajudar nas buscas em Petrópolis
Confira os locais de vacinação para adultos e crianças neste sábado em Porto Alegre
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde