Sexta-feira, 24 de Maio de 2024

Home Porto Alegre Polícia investiga o descarte de mochila com cabeça e coração humanos em rua da Zona Sul de Porto Alegre

Compartilhe esta notícia:

A Polícia Civil investiga um incidente registrado na Zona Sul de Porto Alegre nesta terça-feira (13): o abandono, em via pública no bairro Santa Tereza, de uma mochila contendo cabeça e coração humanos. Embora as conclusões dependam de análise pericial e genética, a principal hipótese é de que as partes pertençam ao corpo de um homem esquartejado e carbonizado dentro de seu automóvel Fiat Uno, semana passada, no bairro Cavalhada.

O caso está aos cuidados da 6ª Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que não divulgou informações sobre a identidade da vítima. Especula-se que o caso envolva mais um capítulo do confronto entre facções que disputam áreas no âmbito do tráfico de drogas – o esquartejamento é uma das ações utilizadas por criminosos para intimidação de rivais.

Também não está descartada a chance de que a mochila com partes de um corpo já estivesse no local antes de sábado. Contribui para essa linha de apuração o fato de ainda não terem sido localizadas testemunhas e nem obtidas imagens do momento em que o material foi deixado na região. Há, inclusive, relatos de intenso mau-cheiro exalado por uma lixeira da área nos últimos dias.

Repetição

O caso remete a um incidente similar, registrado em agosto, quando um catador de materiais recicláveis descobriu uma cabeça humana dentro de saco de lixo na calçada em frente a um bar da rua Cruzeiro do Sul, no mesmo bairro. Câmeras da região mostraram que o descarte havia sido feito pelos ocupantes de um veículo, cerca de meia hora antes.

Técnicos do Instituto-Geral de Perícias (IGP) identificariam que a cabeça como pertencente a um homem de 29 anos. Ele havia sido retirado à força de sua casa no bairro Cavalhada e executado, em um provável acerto de contas.

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Porto Alegre

Supremo tem maioria contra liberar ex-governador Sérgio Cabral; outro julgamento está empatado
Câmara dos Deputados flexibiliza Lei das Estatais e pode facilitar ida de Aloizio Mercadante para o BNDES
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde