Sexta-feira, 12 de Julho de 2024

Home em foco Prefeito de Porto Alegre sugere que portoalegrenses com casas no litoral se desloquem para lá

Compartilhe esta notícia:

Durante um pronunciamento feito nesse domingo (5), o prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo anunciou que parte significativa da cidade enfrenta uma grave crise hídrica e estimou que cerca de 70% dos moradores estão sem acesso a água potável. Diante desse cenário, Melo afirmou que a cidade vai colapsar totalmente e recomendou que os moradores que possuem residências no Litoral se desloquem para lá.

O problema surgiu após as fortes chuvas que assolaram o Estado na última semana, afetando substancialmente a infraestrutura da cidade, deixando quatro estações de tratamento de água inoperantes. Segundo Melo, as estações não podem ser reativadas no momento devido ao risco de danos permanentes aos equipamentos que estão submersos. Além disso, ele ainda anunciou a suspensão das aulas nas redes pública e privada por três dias para minimizar o impacto da crise na população local.

“Não quero fazer alarmismo, mas estamos com problema de água, e isto é um fator decisivo. Porque, se falta luz e falta água, a cidade vai colapsar totalmente. Então, vou fazer um apelo. Quem tem casa na praia, e tem condições de sair de Porto Alegre, eu recomendo que saia e vá para a praia.”, declarou Sebastião Melo.

Sobre as ações que estão sendo tomadas pela prefeitura, Melo mencionou que a situação é complexa e que a contratação de um serviço emergencial de tratamento de água está sendo analisada, mas essa medida ainda não foi concretizada. O foco atual é o monitoramento do nível do rio e a busca por alternativas que não comprometam ainda mais os equipamentos afetados.

A prefeitura está pressionada a apresentar planos de ação efetivos e trabalhar na prevenção de futuras crises. Investimentos em infraestrutura e a elaboração de um plano de gestão de crises detalhado são vistos como essenciais para que Porto Alegre possa enfrentar desafios climáticos extremos sem comprometer serviços básicos como o abastecimento de água.

Estações paradas

Das seis estações de tratamento de água do Departamento Municipal de Água e Esgotos (DMAE) de Porto Alegre, neste momento, quatro estão com as operações suspensas.

Segundo a prefeitura, a estação de tratamento de água do DMAE de Ilhas (Ilha da Pintada) parou de operar, afetando gravemente a área do Arquipélago.

As estações Moinhos de Vento, São João e Tristeza, que afetam 66 bairros, já tinham tido o funcionamento interrompido pela gestão municipal. Somente as estações Menino de Deus e Belém Novo funcionam normalmente.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Governador gaúcho diz que o Estado precisará de programa de recuperação similar ao da Europa depois da Segunda Guerra Mundial
Corsan afirma que 845 mil imóveis estão sem água no RS
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde