Domingo, 16 de Junho de 2024

Home Política Procuradoria-Geral da República é acionada para investigar caso envolvendo o ministro da Educação

Compartilhe esta notícia:

A PGR (Procuradoria-Geral da República) foi acionada, nesta terça-feira (22), para investigar o ministro da Educação, Milton Ribeiro, autor de áudio que afirma que o governo federal deve priorizar pastores a pedido do presidente Jair Bolsonaro. As representações foram protocoladas pelo deputado estadual Carlos Gianazzi (Psol-SP), às 13h39, e pelo senador Alessandro Vieira (PSDB-SE), por volta de 15h40.

Por volta das 14h30, a PGR informou que não havia recebido, até o momento, nenhuma ação contra Ribeiro. Em nota, o órgão informou que qualquer representação acerca do tema, que eventualmente seja protocolada, “será devidamente analisada” e as “providências cabíveis tomadas”.

“A Procuradoria-Geral da República não recebeu, até o momento, nenhuma representação decorrente de informações divulgadas em matérias jornalísticas que tratam de aspectos relacionados ao funcionamento do Ministério da Educação. Como de praxe, qualquer representação acerca do tema que eventualmente seja protocolada, será devidamente analisada pela assessoria competente e as providências cabíveis tomadas e informadas nos respectivos autos”, diz a nota.

Congressistas usaram as redes sociais para cobrar de órgãos fiscalizatórios e pedir a convocação do ministro para dar explicações sobre áudio em que ele afirma que o governo federal prioriza prefeituras cujos pedidos de liberação de verba foram negociados por pastores que não têm cargo na pasta.

O áudio revela Ribeiro afirmando que o governo federal deve priorizar pedidos de liberação de verba feitos por pastores Gilmar Santos e Arilton Moura.

“Porque a minha prioridade é atender primeiro os municípios que mais precisam e, em segundo, atender a todos os que são amigos do pastor Gilmar. Porque foi um pedido especial que o presidente da República fez para mim sobre a questão de Gilmar. Apoio. Então o apoio que a gente pede não é segredo, isso pode ser [inaudível] é apoio sobre construção das igrejas”, disse Ribeiro, em áudio revelado pelo jornal Folha de S.Paulo.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Política

YouTube diz que vai remover vídeos com informações falsas sobre as eleições de 2018
Equipes são reforçadas para ampliar o controle da dengue em Porto Alegre
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Show de Notícias