Terça-feira, 17 de Maio de 2022

Home Variedades Rapper Chris Brown é processado por suspeita de drogar e estuprar mulher em iate

Compartilhe esta notícia:

O cantor americano Chris Brown está sendo processado por supostamente drogar e estuprar uma mulher em um iate ancorado em uma propriedade do rapper P Diddy em Miami, nos Estados Unidos, segundo a revista Rolling Stone. A vítima pede US$ 20 milhões de indenização, além do pagamento dos honorários advocatícios.

De acordo com a denúncia, uma mulher identificada como Jane Doe – que é coreógrafa profissional, dançarina, modelo e artista musical – e um amigo não identificado foram convidados para o iate em 30 de dezembro por um conhecido. Durante a ligação, Brown teria pegado o telefone e falado a Doe que escutou sua música. O rapper ainda pediu que ela fosse para a casa de Diddy “o mais rápido possível”.

Segundo a revista, quando Doe foi ao iate, Brown lhe ofereceu uma bebida na cozinha. Após conversarem sobre a carreira musical e Brown dar dicas sobre como ingressar nesse mercado, o artista teria enchido o copo de Doe pela segunda vez. A coreógrafa então ficou “desorientado, fisicamente instável e começou a cair no sono”, conforme o processo.

A denúncia, obtida pela Rolling Stone, narra que Doe foi conduzida por um corredor até um quarto. Brown teria fechado a porta e impedido a mulher de sair. Na sequência, o rapper a despiu e a estuprou, inclusive ejaculando dentro dela, segundo o documento. Brown ainda teria exigido que Doe tomasse uma pílula do dia seguinte.

Brown se manifestou por meio dos stories do Instagram e disse: “Espero que todos vocês vejam esse padrão de mentiras sempre que estou lançando músicas ou projetos. ‘Eles’ vão tentar puxar alguma besteira real”.

O rapper deve lançar seu 10º álbum, chamado Breezy, ainda este ano. Ele disse que quer que a música “fale com a alma das mulheres”.

Brown enfrentou uma série de problemas legais desde que foi condenado por agredir a então namorada Rihanna em 2009. O casal retomou o relacionamento em 2012, mas se separou em definitivo no ano seguinte.

O advogado de Doe, Ariel E. Mitchell, disse em comunicado enviado à revista que quer “garantir que todas as partes sejam responsabilizadas para que possamos começar a erradicar esse comportamento de nossa sociedade”.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Variedades

Entenda o que é e quais são os sintomas do retinoblastoma, câncer da filha de Tiago Leifert
Choque de estágio de foguete na Lua não poderá ser visto em tempo real
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Atualidades Pampa