Sexta-feira, 01 de Julho de 2022

Home Esporte Real Madrid vence por 1 a 0 o Liverpool e conquista o título da Liga dos Campeões

Compartilhe esta notícia:

O Real Madrid conquistou o seu 14º título de Champions League neste sábado (28), ao bater o Liverpool por 1 a 0 no Stade de France, em Paris, na França.

E o brasileiro Vinícius Júnior sacramentou a sua subida de status ao ser decisivo no jogo mais importante de clubes da temporada. Na final da Liga dos Campeões da Europa, o atacante marcou o gol do título do Real Madrid, definindo a vitória por 1 a 0 sobre o Liverpool, na partida disputada na capital francesa.

A vitória assegurou o 14º título da Liga dos Campeões do Real Madrid, o maior vencedor do torneio, com as outras taças tendo sido conquistadas em 1956, 1957, 1958, 1959, 1960, 1966, 1998, 2000, 2002, 2014, 2016, 2017 e 2018.

Foi, aliás, em 2018, que Vinícius Júnior chegou ao Real Madrid, contratado junto ao Flamengo. Desde então, foi evoluindo, até se tornar titular absoluto sob o comando de Carlo Ancelotti e parceiro ideal do centroavante francês Karim Benzema, principal líder da equipe.

E “aprendeu” a fazer gols. Afinal, marcou 22 gols na temporada, após anotar 15 nas três anteriores. O último deles, neste sábado, sem dúvida o mais importante da sua carreira, por dar mais um título europeu ao Real Madrid, em uma final vista como tira-teima, pois os times haviam se enfrentado em outras duas decisões do torneio, com o time inglês sendo campeão em 1981 e levando o troco em 2018.

Na sua vitoriosa trajetória nesta edição da Liga dos Campeões, o time, após somar 15 pontos em 18 possíveis no seu grupo, precisou de viradas históricas para chegar até a final.

O Real Madrid eliminou, primeiro, o Paris Saint-Germain, depois passando por Chelsea e Manchester City em duelos definidos na prorrogação. Nesta temporada, o time também foi campeão espanhol e da Supercopa da Espanha, parando nas quartas de final da Copa do Rei.

Se Vinícius Júnior foi decisivo na final, o Real Madrid ainda teve outros heróis. Benzema, mesmo apagado na decisão, foi o artilheiro da Liga dos Campeões, com 15 gols marcados. E Courtois teve atuação espetacular, com uma sequência impressionante de defesas difíceis para segurar o Liverpool, até então brilhante na competição.

Na caminhada até a decisão, o time inglês teve campanha perfeita na fase de grupos, com 6 vitórias. Depois, no mata-mata, passou, em ordem, por Inter de Milão, Benfica e Villarreal.

No cenário local, foi campeão da Copa da Inglaterra e da Copa da Liga Inglesa nesta temporada, sendo vice no Campeonato Inglês. Mas acabou amargando a derrota em dia de Courtois e Vinícius Júnior decisivos.

O jogo

Neste duelo de estratégias opostas, a pressão inglesa começou a gerar resultado a partir dos 15 minutos, com o goleiro Courtois se esticando todo para evitar que a bola de Salah, aparando cruzamento de Alexander-Arnold, entrasse em seu canto esquerdo. O egípcio ainda tentaria mais algumas vezes, mas seria o senegalês Mané quem levaria o maior perigo, acertando a trave do belga.

Dos pés de Vinicius Júnior iniciou a resposta espanhola. Ao tentar cruzar para Benzema, o atacante brasileiro quase encobriu o ex-colorado Alisson, que estava atento. Entretanto, o goleiro causaria calafrios na torcida inglesa logo a seguir.

Nos minutos finais do primeiro tempo, ele se atrapalhou dentro da área com o zagueiro Konaté e deixou a bola sobrar para Benzema, que empurrou para o fundo das redes. Para a sorte do camisa 1 da Seleção Brasileira, o VAR denunciou a posição irregular do centroavante francês, anulando o lance.

Na volta do intervalo, o Liverpool retomou sua forma mais ofensiva, embora com dificuldades para furar a defesa do Real Madrid. Mas, quanto mais se jogava ao ataque, cedia espaços. Em um destes, Valverde recebeu pelo lado direito e chutou cruzado, encontrando Vinicius Júnior sozinho na área. O ex-flamenguista apenas escorou, sem marcação: 1 a 0.

Logo após o gol, Salah apostou em uma finalização de longa distância para deixar tudo igual, mas parou em bela defesa de Courtois. Pararia novamente minutos depois, quando foi acionado de cabeça por Diogo Jota, que acabara de entrar, e esbarrou no goleiro belga que impediu o empate com os pés.

Klopp seguiu injetando sangue novo, com as entradas de Keita e Roberto Firmino. Mas qualquer que fosse a tentativa, de qualquer um dos jogadores do Liverpool, Courtois estava lá para garantir a vitória madrilenha.

Confusão de torcedores

Por “questões de segurança”, a final da Liga dos Campeões entre Liverpool e Real Madrid teve o início atrasado em cerca de 36 minutos. O duelo no Stade de France, em Paris, na França, começou por volta de 16h36.

A informação foi divulgada pelo locutor do estádio, que disse que o início da final foi adiado “devido à chegada tardia dos torcedores”.

Segundo informações da polícia francesa, os torcedores tentaram entrar no estádio, forçando caminho pelas grades. Imagens de TV da Reuters mostraram a tropa de choque perseguindo torcedores do lado de fora do estádio enquanto eles fugiam e outros sendo escoltados para longe.

Dezenas de torcedores invadiram as instalações do estádio, enquanto outros do lado de fora, incluindo crianças, foram atacados com gás lacrimogêneo pela tropa de choque, disse uma testemunha à Reuters.

“Nós intervimos para afastar os torcedores que tentavam forçar a passagem”, disse a polícia francesa, acrescentando após o pontapé inicial que a “manobra” ainda estava em andamento.

Donos de 19 títulos do torneio (13 do Real Madrid e 6 do Liverpool), as duas equipes já levantaram troféus na temporada 2021-22, e prometem uma final empolgante. Recentemente, os clubes decidiram o torneio, em 2017-18, vencido pelos Merengues, por 3 a 1.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Esporte

Feirão de Empregos na Zona Norte de Porto Alegre entrega 613 cartas de encaminhamento para vagas
Em quase 27 meses de pandemia, coronavírus matou 39.490 gaúchos
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde