Sábado, 02 de Março de 2024

Home Política Renan Filho vira forte candidato para o ministério do Planejamento

Compartilhe esta notícia:

O nome de Renan Filho (MDB), ex-governador e senador eleito pelo estado de Alagoas, ganhou força para assumir o ministério do Planejamento. Renan seria um dos indicados pelo MDB para uma das pastas no governo Lula. Inicialmente, seu nome era ligado ao ministério das Minas e Energia, mas a boa gestão com as contas de Alagoas enquanto esteve à frente do Palácio República dos Palmares virou credencial para o Planejamento.

O MDB, segundo aliados do seu presidente, Baleia Rossi, deseja três ministérios no novo governo. A ideia seria ter Simone Tebet, além de um nome da Câmara dos Deputados e outro do Senado. E é nesta vaga que entraria Renan Filho.

Concorrente

Quem corre por fora, mas com menos força, na disputa pela pasta é o também senador eleito Wellington Dias, do Piauí. Dias foi um dos articuladores iniciais da PEC da Transição, ainda antes de ser debatida na Comissão de Constituição e Justiça do Senado. Apesar de ter prestígio com o grupo do presidente eleito Lula, Wellington Dias é do PT, o que atrairia mais críticas pela falta de pluralidade na composição dos ministérios.

A indicação de Renan Filho ainda teria outro fator positivo, na visão de integrantes da transição: ele não faria frente a Fernando Haddad na Fazenda. Já Dias tem interlocução com mercado financeiro e é próximo a Lula, podendo fazer frente a Haddad na área econômica.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Política

Lula se reúne com militares cotados para comandar Forças Armadas em seu governo
Inflação na Argentina em novembro bate recorde dos anos 1990
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde